Sábado, 16 de Dezembro de 2017 |

Falta de infraestrutura prejudica funcionamento de Biblioteca Municipal

Mesmo em novo endereço, espaço físico não atende demandas

Por Redação em 04 de Agosto de 2017

"São cerca de quatro mil livros que não estão disponíveis" (Foto: Guilherme Wunder)


Há duas semanas a equipe de reportagem do Jornal A Semana visitou a nova sede da Biblioteca Municipal Luís Fernando Veríssimo. O novo espaço, que está localizado junto ao Centro Municipal de Atendimento Educacional Especializado (CEMAEE), logo atrás do Corpo de Bombeiros, já está em funcionamento há cerca de quatro meses.

Para quem não sabe antes disso a biblioteca estava funcionando em um prédio alugado, localizado na esquina da Avenida Presidente Getúlio Vargas e Rua Santo Antônio. Agora mais próximo da Secretaria de Educação, além de outros órgãos e entidades municipais, a biblioteca está com um acervo de cerca de 20 mil exemplares disponíveis para a população.

Entretanto, apesar de estar em novo endereço e não estar utilizando o dinheiro público com o aluguel de um espaço na avenida principal da cidade, quem visita a biblioteca acaba encontrando um ambiente que não condiz com o imaginário. Isso porque, ao estar localizado em menor espaço do que o anterior, atividades como peças de teatro e hora do conto precisam ser realizadas fora do ambiente da biblioteca e sim no espaço compartilhado com o CEMAEE.

Além disso, devido à infraestrutura inferior há do antigo espaço, falta capacidade física para que todos os livros fiquem a disposição da população. Essa condição faz com que cerca de quatro mil exemplares estejam empacotados em caixas ao invés de fazerem parte do acervo disponível para a comunidade. Esses livros, que não estão acessíveis, podem ser encontrados no próprio saguão do CEMAEE, como a reportagem do jornal pode averiguar há duas semanas.

Na semana passada, em entrevista com a secretária de Educação, Neuza Machado, nos foi informado que a Biblioteca Municipal Luís Fernando Veríssimo vai funcionar no Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU) das Artes do município. Segundo a titular da pasta, o novo espaço será no quarto andar do prédio, que também deve receber outras ações da Secretaria de Educação.
Neste novo espaço será distribuído todo o acervo, além do espaço para hora do conto e peças de teatro. O quarto andar também terá um anfiteatro. Perguntada sobre a atual situação da biblioteca, Neuza, ressaltou que a atual situação é temporária e a biblioteca está funcionando, mesmo que não da melhor maneira, para atender a população. Além disso, a secretária destacou que tem como uma de suas prioridades o melhor funcionamento do espaço.

“O CEU das Artes só vai abrir depois que todos os setores estiverem organizados. Assim que as prateleiras forem instaladas, nós vamos fazer a mudança. Só depois que a biblioteca estiver preparada que nós vamos abrir o espaço para o público. O novo espaço tem uma estrutura diferenciada e melhor do que a atual. Na realidade a biblioteca está junto ao CEMAEE porque sabíamos que era algo temporário. Os livros que estão empacotados já estão prontos para serem transferidos para o novo espaço”, relata Neuza.

Como divulgado na matéria da última semana, o CEU das Artes deve ser entregue pela empreiteira ao município até o final de outubro. Realizada esta entrega, será feita a instalação do mobiliário e a finalização de obras no entorno do prédio, como, por exemplo, as calçadas. Além disso, existem outras questões burocráticas, como, por exemplo, o Plano de Prevenção e Proteção Contra Incêndios (PPCI). Somente depois destas questões resolvidas e de todos os órgãos instalados que o espaço deve ser aberto.

Serviço da biblioteca
A Biblioteca Pública Municipal Luís Fernando Veríssimo está localizada na Avenida Wenceslau Escobar, Nº 131, na parada 52. O horário de funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 08 as 12 e das 13 às 17 horas. Para se cadastrar e aproveitar o acervo é necessário apresentar documento de identidade, comprovante de residência e uma foto 3x4. Cada alvoradense cadastrado tem direito a dois livros por 15 dias.

COMENTÁRIOS ( )