Quarta-Feira, 20 de Setembro de 2017 |

Secretaria de Educação vai investir mais de um milhão em escolas municipais

Crédito especial foi aprovado em sessão do Legislativo na última terça-feira e deve ser utilizado em até seis meses

Por Redação em 08 de Setembro de 2017

"Secretária esteve presente na sessão para acompanhar o projeto que beneficia a SMED" (Foto: Arquivo A Semana)


A Câmara de Vereadores aprovou nesta terça-feira, 05/09, o Projeto de Lei Nº 050/2017, de autoria do Poder Executivo, que autoriza a Prefeitura a abrir crédito especial no valor de R$ 1.163.731,00. Este recurso, aprovado por unanimidade pelos vereadores, será destinado para a Secretaria de Educação (SMED) investir na rede municipal de ensino.

Segundo o texto da lei, esse recurso vai ser utilizado na compra de materiais escolares e didáticos para as escolas municipais, além de também haver investimentos destinados para a formação dos professores e para a infraestrutura das instituições da cidade.

Esse investimento de mais de um milhão será dividido entre a educação básica, o ensino fundamental, a educação especial e ao Ensino de Jovens e Adultos (EJA). A secretária de Educação, Neuza Machado, acompanhou a sessão com a expectativa da aprovação do projeto.

Segundo a titular da pasta, esse recurso será necessário para melhorar as condições das escolhas municipais. “Nós já estávamos esperando para comprar o material, pois assumimos com muita coisa sucateada. Desde material de cozinha até material didático. Então, tudo que for aprovado de material permanente, como fogão, geladeira, forno e demais materiais que beneficiam a merenda do aluno”, salienta Neuza.

Agora que foi aprovado, esse investimento pode demorar de três a seis meses para ser colocado em prática, visto o processo licitatório e todos os trâmites legais e burocráticos existentes. Para a secretária Neuza, este dinheiro será uma forma de buscar melhorar a imagem da educação pública da cidade, que teve nota 3,8 no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) do ano passado.

“A gente está buscando formas de aplicar recursos nos alunos e mudar essa visão de Alvorada. Nós estamos começando essa mudança e queremos mostrar uma mentalidade diferente, de que temos uma boa educação para o futuro da cidade. Quero olhar para trás e ver que deixamos a nossa marca”, finaliza a titular da pasta.

COMENTÁRIOS ( )