Terça-Feira, 20 de Fevereiro de 2018 |

Bonsucesso busca regularização de seu campo junto a Prefeitura

Iniciativa do clube tem como objetivo a construção de uma nova sede da instituição

Por Redação em 02 de Fevereiro de 2018

"O campo do Bonsucesso fica localizado ao lado do Ginásio Municipal Djalma Neves." (Foto: Guilherme Wunder)


A diretoria do Bonsucesso Futebol Clube esteve presente na terça-feira, 23/01, na Prefeitura de Alvorada, para reunir-se com o então prefeito em exercício, Valter Slayfer (PDT). O objetivo do encontro foi dar início ao processo de regularização do clube e de seu campo junto ao poder público. Para isso, também esteve presente na reunião o presidente da subseção da OAB de Alvorada, Valmor Freitas Júnior.

O clube amador foi fundado na cidade em 17 de janeiro de 1977 e, desde então, vem participando de competições municipais e regionais, nas mais variadas categorias. Já o campo que a instituição utiliza fica localizado na Rua Gaspar Martins, 525, no Bairro Americana. É no local que acontecem os treinos e os jogos do time, seja amistoso como também em competições onde o clube está presente.

E, pensando em se regularizar junto a Prefeitura que a equipe diretiva reuniu-se com Slayfer. A ideia é selar o acordo de cedência do campo, que já é utilizado pelo Bonsucesso há mais de 20 anos. Além disso, com a oficialização da mesa diretora, do estatuto do clube e de todos os trâmites burocráticos, a instituição poderá participar de mais competições, sejam elas no município como também no Rio Grande do Sul e em outros estados.

Segundo o vice-presidente, Moisés Barufi, a ideia de se regularizar o espaço visa melhorar a infraestrutura do clube, além de poder reivindicar melhorias no campo e na região. “A gente cuida do campo e representa a cidade em outros municípios e até estados, mas não temos nem uma torneira para tomar água quando estamos no nosso campo. Isso sem falar no estado que ele fica quando chove. Não tem como jogar”, justifica o dirigente.

Em contato com o vice-prefeito, que recebeu os dirigentes na semana passada, foi explicado que a ideia é poder auxiliar o clube na sua regularização e, posteriormente, nas melhorias do local. “Nós queremos auxiliar eles com questão a infraestrutura deles, como a troca de canalização e a construção de uma nova sede para o clube. Faz mais de 20 anos que eles têm a cedência do espaço para utilizar”, salienta o político.

Já o secretário de Cultura, Juventude e Esporte (SMCJE), Alcides Bolico, essa regularização visa inicialmente às melhorias no espaço físico utilizado pelo clube. Contudo, toda essa documentação levantada será necessária também para os times que tem interesse em participar dos campeonatos municipais. “Os clubes que não estiverem regularizados não poderão participar das competições organizadas pelo município. Todos os clubes precisarão estar regularizados para podermos fazer as coisas do jeito correto”, finaliza o titular da pasta.

COMENTÁRIOS ( )