Quinta-Feira, 21 de Setembro de 2017 |

Jogadoras alvoradenses se dizem ansiosas antes da estreia no Brasileirão feminino

Caroline e Bruna iniciam em março a disputa do campeonato de futebol feminino pelo Grêmio

Por Redação em 24 de Fevereiro de 2017

"A lateral Caroline e a atacante Bruna são moradoras do bairro Umbu" (Foto: Divulgação)


A partir do dia 12 de março, o Grêmio inicia a disputa do Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino Série A1. Novato na competição, o time conta com duas atletas de Alvorada no elenco: a lateral-esquerda Caroline dos Santos Gomes e a atacante Bruna de Souza Gomes. Moradoras do bairro Umbu, elas estão ansiosas para a estreia na competição nacional.

Caroline e Bruna foram convocadas para fazer parte do time Tricolor que foi formado em parceria com a Seleção Gaúcha de Futebol Feminino. O acordo entre Grêmio e Associação Gaúcha de Futebol Feminino (AGFF), com o apoio da Federação Gaúcha de Futebol (FGF), prevê que as atletas atuarão na competição com as cores gremistas e, ao final da disputa, elas retornarão aos seus clubes de origem. O acordo entre Grêmio e AGFF é que o time emprestará a estrutura de seu Centro de Treinamentos (CT) e profissionais para as atividades enquanto a Federação irá oferecer hospedagem, alimentação, transporte, ajuda de custo e material. A participação do Tricolor no Brasileirão feminino se deve a uma determinação do novo estatuto da Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) que exige que os clubes participantes da Copa Sul-Americana ou da Libertadores tenham uma equipe feminina em paralelo.

Realizando um sonho

Treinando no Centro de Treinamentos (CT) Hélio Dourado, em Eldorado do Sul desde o dia 11 de fevereiro, Caroline se mostra muito contente. “É um sonho que se realiza, uma experiência única na minha vida. E ainda jogando pelo time do coração, não tem palavras para descrever minha felicidade”, celebra. A atleta de 21 anos conta que começou a jogar bola na rua com 7 anos e na escola aos 11. Com 15 anos foi aprovada e começou a atuar pelo time da Duda/Porto Alegre. Recentemente, jogava o Gauchão da categoria pelo Atlântico Erechim quando recebeu a convocação da FGF para atuar no time que representará o estado no Brasileiro de Futebol Feminino. Já Bruna, de 21 anos, atuava no Black Show, de Guaíba e também foi selecionada.
Faltando menos de um mês para a estreia, Caroline conta dos seus sentimentos. “Sim, a ansiedade já começou tomar conta nos vestiários, nos intervalos o assunto é sobre a estreia”, conta. O primeiro adversário das meninas será o Vitória, de Pernambuco, em jogo que será realizado em Porto Alegre. Sem limite de idade, a competição conta com 16 equipes, entre elas Flamengo (a atual campeã), Santos e Corinthians.

A jogadora diz que o clima no vestiário é de animação. “O clima tá melhor do que eu esperava, a gente se dá super bem”, afirma. A expectativa dela é fazer um bom campeonato e quem sabe buscar o título. “Digamos que nem me imaginei ainda jogando. É um sonho jogar o brasileiro. A gente vem treinando forte para fazer um bom campeonato e ir em busca do título, mas se ficarmos entre os primeiros colocados já é uma grande conquista. Eu espero fazer valer essa oportunidade”, fala entusiasmada.

Sobre o apoio ao projeto, a alvoradense diz ser o melhor possível. “Até o momento em relação ao Grêmio e a FGF o apoio é o melhor possível para termos as melhores condições pra competir. Em relação ao futebol em geral creio que agora com essa nova regra de todos os times serem obrigados a ter o feminino, a categoria vai passar a ter mais valor, apoio e patrocínios quem sabe”, afirma. Finalizando, Caroline conta que sua família está em festa com seu feito. “O apoio da minha família é total, é um sonho não só meu, mas sim deles também, principalmente do meu pai”, encerra.

COMENTÁRIOS ( )