Quarta-Feira, 20 de Setembro de 2017 |

Patrícia Silva é o nome escolhido para incentivar o futsal feminino da cidade

Paranaense foi anunciada em agosto pela S.E.R. Alvorada

Por Redação em 08 de Setembro de 2017

"Primeira reunião com plantel do time feminino aconteceu na última semana" (Foto: Lucas Freitas)


A Sociedade Esportiva e Recreativa Alvorada anunciou no dia 22 de agosto que daria início há um novo projeto: a implantação do time de futsal feminino. Para liderar esse projeto, o clube anunciou uma nova diretora para trabalhar nesta nova fase: Patrícia Silva assumiu um cargo na direção do time com o objetivo de, em 2018, dar início a categoria feminina da S.E.R. Alvorada.

Para quem não há conhece, Patrícia Silva é paranaense, mas já mora em Alvorada há cerca de 20 anos, primeiro no Bairro Santa Barbara e hoje no Bairro Água Viva. Além de estar trabalhando junto a S.E.R. Alvorada, a nova diretora disse que admira as equipes de futebol feminino do o Ajax e Fênix.

Patrícia já tem experiência no estadual feminino, isso enquanto trabalhava na equipe Lindóia TC. Além disso, ela também joga desde os 12 anos – hoje tem 25 anos – em escolinhas e equipes amadoras, tanto no futsal como também no campo. Segundo ela, essa experiência pode ajudar no projeto, apesar de sua surpresa quando recebeu o convite para fazer parte da direção.

“Primeiramente eu fui convidada para uma reunião com a diretoria da S.E.R. e eu fui lá sem saber o que era e nem imaginava que seria para ser parte da direção. Só quando cheguei lá que me explicaram o projeto, que eu faria parte do masculino e da ideia da equipe feminina. Eu, como gosto muito de esporte, aceitei a proposta deles por entender que o projeto é muito bom e só tende a crescer”, conta Patricia.

Na última semana já houve alguns anúncios, como a confirmação da disputa da Série Bronze 2018 e a convocação de 17 jogadoras para dar início ao projeto. Entre elas estão as atletas a fixa Vanessa Amorim, que já disputou o estadual pela AFUSCA; a ala direita Natalia Gonzalez e a ala esquerda Daniele Santiago. Apesar desta quantidade de atletas, o grupo ainda está aberto e em fase de testes e peneiras.

Ainda conforme a nova diretora, o objetivo de toda a direção da S.E.R. é mostrar para o estado que a cidade tem boas jogadoras, só não estão sendo reconhecidas. Além disso, são vários times tradicionais na categoria feminina em Alvorada, que necessitam de apoio e reconhecimento para crescerem cada vez mais no esporte.

“Nós fechamos um patrocínio com a clínica Eloo’s Fisioterapia e nós estamos trabalhando para dar todo o suporte necessário para as atletas. Agora nós estamos buscando também o apoio, não só dos comerciantes, mas também da população de Alvorada para acompanhar o time e apoiar a equipe nas competições. Temos que ter a presença da comunidade para empurrar o time e o projeto dê certo”, finaliza a diretora.

COMENTÁRIOS ( )