Quarta-Feira, 22 de Novembro de 2017 |

Time de futebol americano da capital conta com alvoradense em seu elenco

Morador do Bairro Jardim Aparecida, Jonatas Vargas é atleta do Porto Alegre Gorillas

Por Redação em 20 de Outubro de 2017

"Defensor do time atualmente se recupera de lesão" (Foto: Camila Thomaz)


Com o passar dos anos, o futebol americano vem se popularizando cada vez mais no Brasil. É possível notar isso graças ao número de transmissões de partidas da NFL (liga de futebol americano dos Estados Unidos) e ao surgimento de times e ligas em todo o país. O reflexo disso acontece no Rio Grande do Sul também.

A Federação Gaúcha de Futebol Americano (FGFA), é responsável por organizar os times e torneios do Rio Grande do Sul. Entre os campeonatos organizados estão o Campeonato Gaúcho de Futebol Americano e a Copa RS. Além disso, cerca de doze times estão na disputa da principal categoria do estado.

Dentre estes times está o Porto Alegre Gorillas, que foi fundado em 2015 e, desde 2017, faz parte da principal categoria do Campeonato Gaúcho de Futebol Americano. E, um dos destaques do time é o defensive linemen (defensor) Jonatas Vargas. O atleta alvoradense é morador do Bairro Jardim Aparecida e está no time desde o início.

Ele explica que a oportunidade de jogar futebol americano surgiu através de um amigo, que já fazia parte do elenco do Gorillas, devido a sua estatura. Foi a partir deste momento que Vargas aceitou a proposta, participou de um treino e já começou a jogar pelo time de Porto Alegre. Porém, por mais que tenha sido o primeiro contato do alvoradense com o futebol americano, o atleta ressalta que sempre praticou esporte.

“Desde pequeno o meu pai sempre me colocou em esportes. Fiz judô, capoeira, futebol. Eu nunca fui um gordinho sedentário. Sempre procurei me manter em forma. Então, quando surgiu essa oportunidade no Porto Alegre Gorillas eu simplesmente fui. Esse é um esporte que é necessário ter empenho e garra para jogar”, salienta o defensor.

Vargas conta que o crescimento do esporte no Brasil é muito grande, ainda mais com a ida da seleção para a Copa do Mundo de Futebol Americano. Isso porque, conforme ele, a participação do país em um torneio como esse fez com que houvesse mais divulgação do esporte. Ainda segundo o defensor, foi depois disso que vários times começaram a surgir, tanto no Rio Grande do Sul como em todo o país.

Para o alvoradense, sua carreira tem muito para evoluir ainda e ele quer que isso aconteça no Porto Alegre Gorillas. O defensor destaca que não se vê jogando em outra equipe no Brasil que não seja com o time da capital. Vargas conta ainda que paga uma mensalidade para jogar e que já foi convidado para atuar por outras equipes e ainda receber o vale-transporte, mas acabou recusando pelo carinho que tem pelo Gorillas.

“Eu tenho um amor muito grande pelo Porto Alegre Gorillas. Tanto que já fui convidado para jogar em outros times e recusei. Isso porque, desde que comecei, minha vida mudou. A minha evolução como pessoa e jogador foi muito grande. Sem falar que eu não recebo nada para jogar e ainda pago uma mensalidade para manter os equipamentos para jogos e treinos. Tem gente que acha muito, mas, para nós, que estamos ali e vemos o dinheiro ser reinvestido, é pouca coisa”, ressalta o alvoradense.

Essa mudança na vida de Jonatas Vargas também se dá muito pelo defensive linemen do Houston Texas (time da NFL) J. J. Watt. Para o alvoradense, o jogador é considerado o seu ídolo – não só no esporte – como um atleta completo. Segundo ele, Watt tem uma vida regrada e poderia dar certo em qualquer posição de qualquer esporte dos Estados Unidos. Ainda conforme ele, jogadores com essa inteligência e profissionalismo ajudam a quebrar com o estereótipo do jogador de futebol americano.

“Muitas pessoas dizem que é um esporte violento e que pode se machucar. Não. Esse é um esporte que necessita de inteligência, porque o futebol americano necessita de muita estratégia. Posso dizer que o futebol americano tem 70% de inteligência, 20% de estratégia e 10% de força. Então hoje não tem mais o estereótipo do gordo e alto. Todos têm o seu espaço no esporte”, finaliza o defensive linemen do Porto Alegre Gorillas.

Atualmente o atleta está lesionado e vem treinando em casa para poder retornar aos gramados na próxima temporada. Enquanto isso, o Porto Alegre Gorillas se prepara para a disputa da Copa RS deste ano e para o Campeonato Gaúcho de 2018. Para Vargas existe a expectativa de títulos e a ansiedade de poder voltar e ajudar a equipe nestas competições.

COMENTÁRIOS ( )