Domingo, 29 de Novembro de 2020 |

Appolo: “O governo sempre teve a maioria porque eu nunca encaminhei um projeto que me beneficiasse”

Candidato do MDB pode ser o primeiro prefeito eleito por três mandatos da história de Alvorada

Por Redação em 16 de Outubro de 2020

"Appolo recebeu a reportagem do Jornal A Semana no diretório municipal do MDB" (Foto: Eduardo Porto)


O Jornal A Semana dá sequência a série de entrevistas com os candidatos a prefeito no pleito deste ano. Na terceira reportagem, foi conversado com o candidato José Arno Appolo do Amaral (MDB), que ao lado de Valter Slayfer (PL), busca vencer a eleição deste ano. Eles formam a coligação ‘Alvorada Não Pode Parar’ para buscar o voto do eleitorado no dia 15 de novembro.

Campanha

Um dos primeiros questionamentos feitos ao político foi da aceitação da campanha na rua. “Nós começamos a campanha realmente há pouco tempo e todo início de campanha é difícil. Aos poucos as pessoas estão se decidindo e nós estamos naquela fase onde a população está começando a se decidir e queremos que o alvoradense avalie o que essa administração está fazendo em todos os segmentos”, salienta Appolo.

Projetos

Já está disponível no site do TSE os planos de governo dos seis candidatos a prefeito. Lá é possível saber quais as principais propostas que cada um tem para a cidade a partir de 2021. O candidato do MDB foi questionado sobre os pontos mais importantes de seu planejamento e citou quatro deles: pavimentação, saúde, segurança pública e o funcionalismo público.

Alvorada foi uma das poucas cidades da região metropolitana que não parcelou salários nos últimos quatro anos e Appolo pretende investir mais nos servidores. “Nós temos que pagar o funcionalismo em dia. Eles recebendo seu salário acabam gastando no município e isso gera mais empregos no nosso comércio e melhora a condição da sua família. Isso é uma prioridade”, justifica o político.

Outro setor considerado prioridade é a segurança pública, algo que já esteve no slogan de campanha de Appolo em 2016. “Alvorada não é mais notícia quando se fala em criminalidade. Isso acontece devido aos investimentos e ao direcionamento do trabalho da nossa Guarda Municipal. Nós dobramos o efetivo dela e queremos aumentar a qualidade e os investimentos no nosso batalhão”, pondera o candidato a prefeito.

O político aproveitou a oportunidade para destacar o trabalho de videomonitoramento que foi implantado na cidade e questionou a candidata Stela Farias (PT), que foi em Imbé analisar o programa do litoral. “Eu vi com surpresa uma candidata da nossa cidade que foi em Imbé conhecer o centro deles. Aqui em Alvorada, bem mais próximo, nós temos câmeras em todos os bairros, praças e escolas”, salienta Appolo.

A ideia da atual administração também é investir em saúde e pavimentação. Segundo o prefeito, Alvorada sempre investiu acima do exigido em lei na área da saúde para que pudesse melhorar o serviço que não era bom. Na área da pavimentação, a ideia é ampliar o programa de pavimentação comunitária para sanar os problemas de infraestrutura viária da cidade.

Pós-pandemia

Muito se fala do novo normal e o candidato foi questionado sobre o seu futuro pós-pandemia. “Eu tenho conversado muito sobre isso com os mais variados segmentos da cidade. Essa é uma grande dúvida que os administradores de cidade tem. A gente sabe que a saúde está represada e que vamos ter problemas no futuro. Eu também me assusto com a área econômica. Na verdade, estou muito preocupado”, desabafa Appolo.

Coligação

A coligação de José Arno Appolo do Amaral é intitulada ‘Alvorada Não Pode Parar’ e conta com cinco partidos – que hoje somam nove vereadores. Contudo, na última semana, dois projetos enviados pelo Executivo foram rejeitados pelos vereadores, apontando que a administração pode não ter a maioria. Por isso, o político foi questionado como pretende ter governabilidade.

Contudo, Appolo afirma que os projetos sempre são pensados na cidade e o Legislativo vai aprova-los. “O governo sempre teve a maioria porque eu nunca encaminhei um projeto que me beneficiasse. Todos os projetos encaminhados beneficiam a comunidade. Eu tenho certeza de que os nossos eleitores também sabem disso e não me surpreenderei se esses vereadores não se reelejam”, afirma.

Pontos sensíveis

Existem alguns pontos sensíveis e que Appolo vem sofrendo com ataques nas redes sociais: o local em que reside, sua idade e as obras do FINISA. Nesse último, muitos ataques apontam as obras de pavimentação como eleitoreiras. Contudo, o político não vê esses pontos atrapalhando sua candidatura e afirma residir sim em Alvorada e que as pessoas confundem sua propriedade em outra cidade como sua residência.

Já sobre a sua idade, ele afirma que isso não é um problema. “Isso faz parte de um grupo de adversários imbecis e mau-caráter que me atacam nesse ponto porque não tem o que falar de mim. Preciso avisar esses desrespeitosos contra os alvoradenses da terceira idade que estou concorrendo a prefeito e não para ser atleta e ou para correr carreira”, justifica.

Palavra final

O candidato foi questionado sobre uma mensagem ao povo alvoradense e isso foi o que disse Appolo. “Eu pediria para todos os eleitores que venham votar e exerçam o direito de escolher seus representantes e que votem em alguém que fale a língua do povo. Que escolham alguém que recebe a todos e que tente resolver os problemas. Que os eleitores votem bem, pois o voto é a arma mais sagrada que existe”, finaliza o político.

COMENTÁRIOS ( )