Quarta-Feira, 22 de Novembro de 2017 |

Igrejas luteranas comemoram os 500 anos da Reforma com culto e na Câmara de Vereadores

Eventos buscam lembrar a data em que Martinho Lutero pregou as 95 teses em 1517

Por Redação em 27 de Outubro de 2017

"Culto aconteceu na capela da Igreja Luterana São Marcos" (Foto: Divulgação)


A comemoração dos 500 anos da Reforma Protestante chega ao seu ponto alto no mês de outubro. Nesta data é lembrado o que Martinho Lutero pregou na porta da Igreja do Castelo de Wittemberg, na Alemanha, em 31 de outubro de 1517.

Naquele dia, tendo como pilares que somente pela Escritura, Fé, Graça e Jesus Cristo, se têm a vida eterna, o estudante a padre escreveu num pergaminho suas 95 teses que provocaram profundas modificações no cristianismo.

E, para comemorar este feito de Lutero, no domingo, 22/10, aconteceu na capela da Igreja Luterana São Marcos, no Bairro Americana, um culto festivo entre membros da Igreja Evangélica Luterana do Brasil/IELB e Igreja Evangélica de Confissão Luterana do Brasil/IECLB.

Igreja de Confissão Luterana

Para a pastora Elfi Rehbein, o evento foi um momento histórico e sinal de benção, pois mesmo que a IECLB e IELB possuam divergências nas questões teológicas – uma delas é a Santa Ceia e a outra é a ordenação de mulheres ao ministério – segundo ela, isto não afasta as duas igrejas do ponto importante e fundamental.

“A importância de nossa celebração em conjunta, em vista dos 500 anos da reforma, vem nos mostrar que muitos passos foram dados entre as duas igrejas, a aproximação entre IECLB e IELB e isso é muito positivo, nos mostra também que nestes 500 anos temos dado grandes passos de reaproximação e de trabalho em conjunto”, fala.

Ela disse ainda que sua comunidade, localizada na Avenida Olegário José Guimarães, 750, no Caxambu, possui 200 membros e abrange os bairros Piratini, Americana, Intersul, São Pedro, Aparecida, Salomé, Nova Americana, Cedro e Vila Elza.

Igreja Luterana

Na cidade, existe uma comunidade e uma paróquia de cristãos luteranos. A mais antiga, a Igreja São Marcos tem como pastor, Donato Pfluck, que possui cerca de 300 membros. O pastor lembra que o movimento de Lutero ganhou o mundo e, infelizmente, dividiu a cristandade ocidental entre católicos e protestantes e que essa reforma não foi apenas religiosa. Ela também mudou a maneira de encarar o trabalho, o casamento, a educação, a política, a economia, a música.

“Até hoje sentimos os efeitos benéficos desta Reforma tanto na Igreja como no mundo secular. Os cristãos luteranos de Alvorada estão se lembrando deste evento e o celebrando com o objetivo de reafirmar suas convicções e fé e retomar as bases desse movimento”, conta Pfluck.

Ele ainda lembra que a Igreja Cristã nos dias atuais necessita de uma nova reforma. “Ainda continuam vendendo o perdão e o céu de forma camuflada e enganando o povo com falsas promessas, usando a bíblia e pior, diz ele, com tristeza, se utilizando de Lutero e se auto proclamando protestantes, para aparentarem credibilidade nas suas heresias”, reclama.

A outra comunidade luterana tem como pastor, Marcio Kruger, que dirige a Congregação Cristo Salvador, no bairro Piratini e Ebenézer, no bairro Maria Regina. Juntas somam 160 membros.
Para Kruger, que está há cinco anos na cidade, as festividades dos 500 anos da Reforma, são importantes, pois é necessário que o que Lutero fez, seja lembrado.

“Dentro da igreja, a reforma trouxe de volta a Palavra de Deus, que estava perdida, mas que agora pode fazer parte da nossa vida diária, clara, pura, verdadeira, sem adulteração, como Martinho Lutero ensinava, essa lembrança não deixa de ser também um agradecimento a Deus, por sua Palavra estar novamente diante de seu povo como está”, lembra ele.

Sessão solene

Na próxima terça-feira, 31 de outubro, justamente no dia em que Lutero pregou as 95 teses, será realizada uma sessão solene na Câmara de Vereadores da cidade, a partir das 17h30.

COMENTÁRIOS ( )