Quarta-Feira, 24 de Maio de 2017 |

Onze de Abril completa 30 anos de ocupação

Bairro é considerado como a maior ocupação da América Latina, tendo sido ocupadas 2040 unidades

Por Redação em 13 de Abril de 2017

"Vista dos apartamentos do bairro 11 de Abril pelo Parque Residencial Umbu" (Foto: Divulgação)


Na terça-feira, 11 de Abril, o bairro que leva o nome da data de sua fundação, em 1987, completou 30 anos. O bairro foi fundado após ter sido ocupado por centenas de famílias carentes da cidade que buscavam um lugar melhor de se viver.

Considerada a maior ocupação da América Latina, cerca de 7 mil pessoas residem nos prédios e adjacências atualmente. O local composto de dezenas de prédios foi crescendo com um comércio forte e que cerca o bairro num todo.

Por estar localizado numa região muito próxima do arroio Águas Belas, conforme o presidente da Associação Comunitária do bairro Onze de Abril/ACBOA, Elísio Scherer, o bairro necessita de reparos estruturais. “Temos problemas com saneamento básico, problemas crônicos nos encanamentos e esgoto”. Dificuldades estas que Scherer, que está à frente da ACBOA desde janeiro de 2016, percebe junto dos moradores quando chove muito em pouco tempo, como já ocorreu por várias situações.

Morador do local há 14 anos, Scherer informou que não foi realizada nenhuma festa durante o dia 11 de Abril em comemoração ao aniversário do bairro. Entretanto, disse que os prédios estão sendo pintados. “Temos conseguido avanços como comunidade. Estamos dando uma nova cara ao bairro com as pinturas dos prédios, agora entregaremos aos síndicos as lixeiras para lixo seco. Nos próximos meses me dedicarei à construção da nossa nova praça”, falando do local que será construído com verbas parlamentares do Deputado Federal, Henrique Fontana. Conforme Scherer, seu trabalho está tendo a cobertura das diretorias antigas da Entidade.

Histórico

De acordo com relatos da época, na primeira tentativa de ocupação do Onze de Abril, foi fixado o dia em abril de 1987, mas a informação vazou e o conjunto ficou repleto de policiais militares de noite. Então os organizadores do movimento optaram por realizar a ocupação no dia 11 de abril, num sábado ensolarado, pela manhã. Foram às vilas convocar a população. Os poucos guardas também foram convidados e a maioria deles aderiram ao movimento, convocando suas famílias. A data foi escolhida em 11 de abril, devido a uma greve do Poder Judiciário.

Assim, às 13h, uma multidão de 200 famílias com “pés de cabra” arrombou os apartamentos. 50 sobrados foram ocupados em meia hora. Veio uma segunda multidão ocasionando até um insólito engarrafamento de carroças. O processo de ocupação durou até às 19h quando todas as duas mil e quarenta unidades foram ocupadas, por uma população com mais de cem mil pessoas. A primeira assembleia de organização foi no dia seguinte, às 14h. O nome do conjunto de Campos Verdes passou a ser Onze de abril.

COMENTÁRIOS ( )