Sábado, 18 de Novembro de 2017 |

Parceria público-privada prevê universalização do esgoto

O Conselho Gestor do Programa Estadual de Parceria Público-Privada (PPP)...

Por Redação em 07 de Julho de 2017


O Conselho Gestor do Programa Estadual de Parceria Público-Privada (PPP) do Governo do Estado aprovou o projeto proposto pela Corsan para universalizar os serviços de esgotamento sanitário em nove cidades da Região Metropolitana: Canoas, Esteio, Sapucaia do Sul, Cachoeirinha, Gravataí, Alvorada, Viamão, Guaíba e Eldorado do Sul. Serão contempladas mais de 1,2 milhão de pessoas e gerados 32,5 mil empregos diretos, indiretos e induzidos. Além disso, serão diminuídas as doenças transmitidas pela falta de ligação de residências a redes coletoras de esgoto.

O projeto passará agora por alinhamento com os municípios. Depois, será feita consulta pública pela internet, com prazo de 30 dias. Esse sistema garante transparência ao processo. Após o período de 30 dias, haverá uma audiência pública. E por fim, será iniciado o processo de licitação para as obras.

Com a implantação da infraestrutura de coleta e tratamento de esgoto, os rios Gravataí e Sinos (que estão entre os dez mais poluídos do país) e também o Lago Guaíba serão beneficiados. Isso vai permitir que a população da Região Metropolitana tenha condições permanentes de abastecimento. A meta é atender 100% da população da região até 2029. Os investimentos previstos são de R$ 1,8 bilhão.

COMENTÁRIOS ( )