Sexta-Feira, 18 de Agosto de 2017 |

A jabuticabeira da dona Olinda

leitora Olinda Paixão Kronhardt teve a ideia de publicar matéria sobre a jabuticabeira que possui

Por Redação em 11 de Outubro de 2012

"A jabuticabeira da dona Olinda" (Foto: Matheus Pfluck)


Quando o tema da contra capa do Jornal A SEMANA foi a árvore ipê que cumprimentava a chegada da Primavera, a assinante e leitora Olinda Paixão Kronhardt teve a ideia de também publicar matéria sobre a jabuticabeira que possui e que, segundo ela, é uma árvore rara.
Com idade entre 18 e 20 anos, a jabuticabeira da dona Olinda está plantada em seu pátio. A árvores, quando carregada de frutos, chama a atenção de quem passa pelo local e a maioria fica lembrando de histórias de quando crianças além, claro, de saborear a fruta ali mesmo. Conforme Olinda, há cerca de quatro anos é que começaram a surgir as frutas.
Porém a dificuldade que Olinda encontra hoje é com a “vida” da árvore, pois as folhas estão caindo e os galhos secando. “Espero que alguém descubra qual o problema que a jabuticabeira tem para tratar e que eu possa continuar fazendo sorvete e geleia.”, disse dona Olinda, que tem nos seus dois cachorros parceiros para se deliciar com as redondas frutas escuras.

História - Muitos falam jabuticaba ou jaboticaba. Mas qual é o nome correto? Conforme o dicionário,o certo é a primeira opção: jabuticaba. Além deste nome, a fruta é chamada de guapuru ou “fruita”, pelos paulistas. A jabuticabeira é uma arvore frutífera brasileira da família das mirtáceas, nativa da Mata Atlântica, que demora 20 anos para frutificar.
Nos livros, apareceu inicialmente em 1828 a partir de material cultivado, tendo sua origem desconhecida. Seus nomes são vários e podem ser: jabuticabeira-preta, jabuticabeira-rajada, jabuticabeira-rósea, jabuticabeira-vermelho-branca, jabuticaba-paulista, jabuticaba-ponhema, jabuticaba-açu.
Outra espécie de jabuticaba é a Myrciariajaboticaba, conhecida como jabuticaba-sabará e encontrada com mais frequência nos estados de Goiás, Minas Gerais e São Paulo. A árvore, de até dez metros de altura, tem tronco claro, manchado, liso, com até quarenta centímetros de diâmetro. Suas folhas são simples tendo até sete centímetros de comprimento.
Floresce na primavera e no verão, produzindo grande quantidade de frutos. As flores (e os frutos) crescem em aglomerados no tronco e ramos. Seus frutos pequenos, de casca negra e polpa branca aderida à única semente, são consumidos principalmente in natura, ou na forma de geleia, suco, licor, aguardente, vinho e vinagre.

COMENTÁRIOS ( )