Sábado, 16 de Dezembro de 2017 |

Investimento para revitalização da Lagoa do Cocão supera os R$ 2 milhões

Obra será financiada pela Corsan como compensação à implantação do sistema de esgotamento sanitário no município

Por Redação em 22 de Setembro de 2017

"Projeto mostra como deve ficar o local após conclusão das obras" (Foto: Divulgação)


E mais um passo foi dado para que após vários anos, finalmente, a revitalização da Lagoa do Cocão torne-se realidade. Com investimento de R$ 2.195.358,42, as obras serão executadas pela administração municipal com recursos da Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan). A parceria foi firmada nos últimos dias em Porto Alegre.

De acordo com a Assessoria de Comunicação Social da Estatal, o convênio prevê a execução de obras e melhorias na área da Lagoa do Cocão como medida compensatória decorrente do licenciamento concedido à Corsan para a implantação do sistema de esgotamento sanitário da cidade. Será criado um parque com múltiplas finalidades, servindo como importante local de recreação, lazer, cultura e turismo. Trata-se de área de conservação e preservação ambiental para o ecossistema local.

O contrato prevê a construção de áreas de contemplares, de estares com jogos de mesa, de lazer infantil e de esporte. Além de um “deck solarium” que ficará próximo a entrada da Rua Pedro Lessa, formado por 420 metros quadrados sobre a água com acessibilidade e proporcionando uma visão do sol da manhã privilegiada, por conta da vegetação existente proteger parte da estrutura.

Os locais de acesso a Lagoa após a revitalização vão ser divididos em entradas para pedestres e veículos. Os pontos ficarão nas três vias que integram a região: Avenida Frederico Dihl e ruas Pedro Lessa e Álvaro Furtado.

Conforme a parceria firmada, a Prefeitura irá elaborar plano de trabalho e apresentá-lo à Companhia em até 90 dias, a contar da assinatura do convênio. Esse planejamento definirá o prazo de execução das obras.

De acordo com a secretária Municipal de Meio Ambiente (SMAM), Thais Pena, o Edital está sendo montado e nos próximos dias deverá ser entregue à Secretaria de Planejamento, que por sua vez lançará a licitação. “Esse tipo de licitação é a licitação que precisar ficar no ar 60 dias, então não tenho como dar a data de quando iniciam as obras”, explica. Ainda, Thais disse que o projeto foi desenvolvido pela arquiteta Lea Japur e o engenheiro civil, Felipe Gauze Bohns.

COMENTÁRIOS ( )