Segunda-Feira, 25 de Setembro de 2017 |

Prefeitura lança projeto de coleta de resíduos nas escolas da rede pública de ensino

Pontos de Entrega Voluntária já foram instalados em cinco instituições

Por Redação em 18 de Agosto de 2017

"Além da coleta do material reciclável, também será feito o reaproveitamento do lixo orgânico na produção de horta" (Foto: Divulgação)


A Secretaria de Meio Ambiente realizou na manhã desta quarta-feira, 16/08, o lançamento do projeto de Pontos de Entrega Voluntária (PEV) na Escola Municipal Herbert José de Souza. O programa piloto está sendo desenvolvido pela SMAM, em parceria com as secretarias de Educação e de Obras e Viação.

Segundo nota divulgada pela Prefeitura, o objetivo do projeto é mobilizar e conscientizar a destinação correta dos resíduos recicláveis. Para isso, foram implantados coletores de lixo em cinco escolas do município. Além disso, serão realizadas atividades para redução dos resíduos orgânicos destinados a coleta, como a produção de uma horta e de uma compostagem.

Em contato com a secretária de Meio Ambiente, Thais Pena, foi explicado que o programa PEV tem como objetivo construir uma educação ambiental consistente e que todos estão muito entusiasmados em ver a limpeza dos pátios e das escolas. Além disso, Thais também destacou que a expectativa para que o projeto dê certo é grande, tanto pelo Executivo como também pelas escolas.

“Nós estamos repassando os conteúdos e auxiliando eles a fazerem as hortas, compostagens e o plantio de ervas. Com ações como essa, é possível reduzir os custos que o Executivo tem com a coleta de lixo. Isso porque gastamos muito para tratar os resíduos, levando-os para a cidade de Minas do Leão”, ressalta a titular da pasta.

O programa

A implantação dos PEV’s faz parte da reestruturação da coleta seletiva, conforme noticiado no Jornal A Semana há duas semanas atrás. Essa ação visa reduzir custos e aumentar a eficiência dos serviços prestados à população. A ideia é de que os caminhões da coleta seletiva passem nas escolas e encaminhem o material recolhido para as cooperativas da cidade.

Segundo o secretário de Obras e Viação, Valdemir Martins, esse material destinado para as cooperativas diminui os gastos do município com a destinação do lixo. Ainda conforme ele, qualquer lixo que não precise ser destinado para Minas do Leão, o Executivo deixa de gastar. “No processo todo é gasto, aproximadamente, um milhão por mês. Já na Coleta Seletiva gastamos R$ 99 reais por tonelada coletada”, finaliza o titular da pasta.

Inicialmente serão cinco escolas que vão participar do projeto. São elas: Almira Feijó, Frederico Dihl, Herbert José de Sousa, Gentil Machado de Godoy e Dom Pedro II. Para engajar as instituições de ensino a participarem do programa, será promovida uma gincana para arrecadar os resíduos domésticos recicláveis da comunidade e separar corretamente.

COMENTÁRIOS ( )