Terça-Feira, 17 de Outubro de 2017 |

Revitalização da Lagoa do Cocão pode ser entregue ainda este ano. Projeto está sendo remodelado

Secretária estima que revitalização da Lagoa do Cocão pode ser concluída ainda em 2017

Por Redação em 31 de Março de 2017

"Thais Pena afirma não ter estimado o valor total da obra" (Foto: Matheus Pfluck)


Após anos de expectativa, parece que finalmente sairá do papel a revitalização de um dos locais mais bonitos da cidade, a Lagoa do Cocão. De acordo com a Secretária Municipal de Meio Ambiente (SMAM), Thais Pena, o processo de licitação deve ser aberto no segundo semestre e a conclusão pode ser ainda este ano. O projeto conta com pista de caminhada ao redor da lagoa, um deck que avança sobre a água, bancos, quadras esportivas, plantio de vegetação, iluminação, playground e cercamento com grades. O estudo feito pela arquiteta, Leia Japur será apresentado ao Prefeito Appolo nas próximas semanas para receber a aprovação.

Financiamento

A revitalização da Lagoa do Cocão será financiada pela Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan) em contrapartida à construção da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), construída no bairro Americana. Segundo a Assessoria de Imprensa da Corsan, o valor destinado à obra será de R$ 1 milhão. Entretanto, Pena não tem certeza do valor que será gasto. “Nós vamos apresentar o estudo ao prefeito e, se ele aprovar, vamos licitar o projeto e a Corsan vai fazer os aportes financeiros para pagar. Não sei quanto vai custar o projeto. Não tem valor. A Corsan sabe disso. No convênio não fala em valores”, afirma.

A secretária explica que a prefeitura contratou uma nova arquiteta para reformular o projeto de revitalização que havia na gestão anterior. “De fato, existia um projeto que não consegui descobri como foi feito. O que sabemos é que ele não cabe na lagoa. Quem fez o projeto não fez a topografia da área. O projeto não cabe lá”, alega. Pena diz ainda que a arquiteta contratada também será paga pela Corsan.

Mutirões

Há três semanas estão ocorrendo mutirões de limpeza das plantas aquáticas da superfície da Lagoa do Cocão. Moradores da região e funcionários das secretarias de Meio Ambiente e Obras e Viação (inclusive cargos de confiança) estão participando das ações. “Enquanto a gente não resolve a questão do convênio com a Corsan, estamos fazendo essas ações porque entendemos que temos que devolver para comunidade mais rápido possível o local. Porém, quando vimos que não daríamos conta com a única retroescavadeira do município, pedimos mais máquinas para algumas empresas da cidade”, explica Pena.

A ideia da secretária é criar parcerias com associações de bairros e empresas privadas para a manutenção, não só da lagoa, como das praças do município. “O que eu pretendo fazer, depois que a obra tiver pronta, é procurar as empresas da região para que elas adotem a lagoa. Um dos problemas que nós temos na cidade é a manutenção das praças e áreas de lazer”, finaliza.

COMENTÁRIOS ( )