Sábado, 22 de Julho de 2017 |

Câmara aprova projetos que alteram direitos dos servidores municipais

Vereadores votaram sob protestos dos municipários e a presença da Guarda Municipal

Por Redação em 07 de Julho de 2017

"Plenário da Câmara de Vereadores ficou lotado com a presença de servidores e cargos de confiança" (Foto: Matheus Pfluck)


A Câmara de Vereadores do município teve uma sessão tumultuada na última terça-feira, 4/7. Com fortes manifestações dos servidores municipais, os vereadores aprovaram os projetos do prefeito José Appolo que alteram benefícios dos municipários.

Prevendo uma plateia lotada, a Câmara distribuiu senhas para o acesso do público ao plenário desde o início da tarde. Mesmo com um grande número de cargos de confiança impedindo a entrada dos servidores, eles conseguiram acompanhar a sessão. Ao longo da votação, proferiram diversos xingamentos aos vereadores que votavam pela aprovação dos projetos.

Um dos projetos aprovados retira o descanso de uma hora dos vigias e guardas municipais na jornada de trabalho de 12 horas. A partir de agora, ao se ausentarem do posto de trabalho para fazer alguma refeição, os profissionais terão que levar os rádios consigo e ficar a disposição para realizar atendimentos de emergência, se necessários. Outro dos projetos aprovados impede os servidores de incorporarem a função gratificada ao salário. Apenas os vereadores Cristiano Schumacher (PT), Celmir Martelo (DEM) e Cláudia Girelli (PTB) votaram contra a aprovação de ambos os projetos.
Placar mais equilibrado teve o último projeto que impede que os municipários solicitem a licença em dinheiro, recurso que era utilizado principalmente em caso de problemas de saúde na família. Além dos vereadores já citados, Gerson Luís (PTB), Preto (PDT) e Nelsinho Fernandes (PTB) foram contrários ao projeto.

O vereador Cristiano Schumacher, presidente da Comissão de Tributação da Câmara, até tentou pedir vistas e chegou a apresentar pareceres negativos da comissão sobre todos as pautas do governo. Porém, o plenário negou todas as propostas e se posicionou contra as emendas apresentadas pelos vereadores da oposição.

COMENTÁRIOS ( )