Domingo, 27 de Novembro de 2022 |

Câmara cobra melhores serviços na área de iluminação pública

Vereadores usaram a tribuna para criticar a atuação do poder executivo na reposição de lâmpadas queimadas

Por Redação em 11 de Novembro de 2022

"Diversos vereadores utilizaram a tribuna para debater a iluminação pública do município" (Foto: Guilherme Wunder)


Um intenso debate sobre iluminação pública marcou a sessão ordinária da Câmara na terça-feira, 08/11. Os vereadores usaram a tribuna para cobrar o poder executivo sobre a qualidade dos serviços prestados nessa área, e questionar o orçamento empreendido na atual modalidade. Em meio a embates entre vereadores governistas e de oposição, houve consenso de que há um déficit importante na prestação de serviço. Além disso, foram votados e aprovados três projetos de lei.

Cristiano Oliveira (PP) foi o primeiro a subir para a tribuna para chamar atenção ao problema da iluminação pública. O vereador relatou as inúmeras reclamações que recebe em seu gabinete sobre pontos com lâmpadas queimadas. “Todos os vereadores concordam aqui que não tem outra palavra que não seja inoperância. A cidade, em seus bairros, está às escuras”, disse Oliveira – que apresentou, no ano passado, projeto que autoriza o município a realizar parceria público-privada (PPP) para realizar o serviço. Segundo ele, a PPP custaria aos cofres do município cerca de R$ 3 milhões ao ano. O orçamento da prefeitura para 2023 compreende R$ 6 milhões para a área.

Cristiano Schumacher (PTB), presidente da câmara e vereador governista, reconheceu que a recusa em adotar o sistema PPP parte de um “preconceito” por parte da atual gestão, que gosta de ter o “controle absoluto” sobre tudo que é feito no município. “Esse debate é muito pertinente. Não só sobre iluminação pública, mas sobre outros serviços que prestamos de forma artesanal e que o custo é muito alto e o resultado não é tão bom. Vamos fazer um esforço para convencer o governo de que a PPP é a melhor forma de resolver de uma vez por todas o problema da iluminação pública”, disse. Schumacher ainda destacou a qualidade do serviço prestado em outros municípios, onde, segundo ele, “uma lâmpada é trocada em até 48 horas após a reclamação” de um morador.

Projetos votados

Além do debate sobre a iluminação, a câmara votou e aprovou três projetos, todos por unanimidade. O Projeto de Lei 96/2022, do vereador Elias Fernandes (PSB), institui o “Dia da Família Cristã”, a ser comemorado anualmente no terceiro domingo do mês de maio. O vereador Preto (MDB) conseguiu a aprovação do Projeto de Resolução n° 11/2022, que cria a “Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência e Mobilidade Reduzida” na casa legislativa.

Além disso, o vereador Cristiano Oliveira apresentou Decreto Legislativo para homenagear postumamente Jair Correa Mendonça, ex-integrante da guarda civil do município. O projeto foi encaminhado pela categoria através do gabinete do parlamentar - conforme divulgado.

COMENTÁRIOS ( )