Tera-Feira, 22 de Setembro de 2020 |

Câmara de Vereadores instaura CPI para investigar gastos da Secretaria de Educação

Processo será presidido pelo vereador Gerson Luís e contará com representantes de outras bancadas

Por Redação em 11 de Setembro de 2020

"Gerson Luís será o presidente da CPI que investigará os gastos da Secretaria de Educação" (Foto: Guilherme Wunder)


Em sessão realizada na terça-feira, 08/09, foi instaurada a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar as despesas da Secretaria de Educação (SMED) nos últimos meses. A proposta havia sido apresentada pelo vereador Nelsinho Fernandes (PTB) em meados de agosto e será presidida pelo vereador Gerson Luís (PTB). As bancadas ainda não divulgaram seus representantes na CPI.

A investigação tem como foco três pontos: a compra de 70 lousas pelo valor de R$ 31.750,00, somando assim R$ 2.222.500,00; a compra de 13.093 pares de tênis ao valor de R$ 693.929,00; e a locação de três pick-ups, cabine dupla, com valor unitário de R$ 71.760,00. Outros contratos e pagamentos realizados nos últimos 24 meses também devem ser apurados pela CPI.

Gerson Luís explicou um pouco o que será foco dessa CPI. “Nós fizemos o pedido de informações da compra dos tênis e, logo depois do pedido, os tênis foram entregues. Em pleno a pandemia, a gente questionou o porquê locar três caminhonetes de luxo. Também questionei sobre as lousas digitais, que estão superfaturadas em quase R$ 1 milhão”, afirma o petebista.

Grande expediente

Devido ao feriado de Independência do Brasil, celebrado na segunda-feira, 07/09, não foi publicada a ordem do dia. Por causa disso, não foram colocados para votação nenhum projeto de lei – seja de autoria dos vereadores ou do prefeito.

Contudo, houve tempo para que os vereadores utilizassem a tribuna e dois parlamentares fizeram isso: Gerson Luís (PTB) e Juliano Marinho (PSD).

Os dois parlamentares utilizaram os seus dez minutos para falar sobre o futuro da cidade com a eleição se aproxima.

COMENTÁRIOS ( )