Sbado, 03 de Dezembro de 2022 |

Câmara realiza atividade de Outubro Rosa para conscientizar população

Poder Legislativo realizou atividade de conscientização ao câncer de mama

Por Redação em 28 de Outubro de 2022

"Câmara realiza atividade de Outubro Rosa para conscientizar população" (Foto: Guilherme Wunder)


Na sessão ordinária de terça-feira, 26/10, a Câmara de Vereadores sediou atividade alusiva ao Outubro Rosa – campanha de conscientização do câncer de mama e da saúde das mulheres. A coordenadora de projetos do Instituto da Mama do Rio Grande do Sul (IMAMA), Rita Cunha, ministrou uma palestra chamando a atenção para o aumento dos números da doença no Brasil e ressaltando a importância da atuação do poder público.

Para uma plateia majoritariamente feminina, que pintou o plenário de rosa, Rita Cunha – ex-vereadora e secretária de Saúde de Triunfo – apresentou o “SOS Mama”. O projeto, realizado através de uma parceria da Secretaria Estadual da Saúde do Rio Grande do Sul (SES) com o Conselho das Secretarias Municipais de Saúde do Rio Grande do Sul (COSEMS), busca estabelecer um parâmetro do avanço do Câncer de Mama no Estado. “O SOS Mama busca um diagnóstico ágil para o câncer de mama”, inicia Rita. “A SES pediu para agirmos em duas regiões, a região do pampa e a região metropolitana – na qual Alvorada está inserida. É um projeto que não traz ônus para os cofres públicos: visa fazer um rastreamento, uma fotografia de Alvorada”, afirma, apresentando dados preocupantes. “São regiões onde mais mulheres estão morrendo, que apresentam um índice muito alto de mortalidade – não de incidência, mas de mortalidade”, disse.

Após essa coleta de dados, Rita afirma que o trabalho do IMAMA continuará. “Depois disso, não vamos virar as costas pra cidade. Vamos voltar e fazer uma capacitação com todos profissionais de saúde, incluindo os agentes comunitários, que vão andar de casa em casa para falar da importância de salvar vidas”, pontuou. Ela ainda reforçou, junto ao público presente, os serviços prestados pelo IMAMA à população atingida pelo câncer de mama. A instituição fornece uma série de possibilidades, tais como banco de perucas, núcleo de terapias integrativas, micropigmentação e camuflagem de cicatrizes, acolhimento psicológico e apoio jurídico.

Rita aproveitou para chamar à responsabilidade o poder público, através de todas as suas instâncias. “Estamos perdendo mães de família; meninas de 21, 22 anos para o câncer de mama.
Esse assunto é de todos. Precisamos que os municípios lutem conosco, pois não conseguimos fazer todo esse trabalho sozinhos”, concluiu. No dado comparativo de 2020 a 2022, existe uma média de 66.280 casos confirmados por ano, 1.274 por semana e 181 casos por dia. O RS hoje é o quarto estado em incidência da enfermidade, e Porto Alegre (onde a maioria das pacientes alvoradenses realiza seu tratamento) é a sexta capital.

Nadir Machado (PTB), que é a procuradora-geral da Mulher, se juntou à Rita para cobrar do poder público. “As mulheres precisam de apoio da saúde pública, bater na porta da Unidade Básica de Saúde (UBS) e ter atendimento. Não é isso que vem acontecendo”, disse. “A saúde pública não corresponde ao avanço do câncer de mama. Passa o mês de outubro e acaba. (A campanha) serve para alertar, mas devemos continuar durante os 12 meses”, cobrou. "É uma luta de todo o poder público. Temos que nos unir”, concluiu.

Além disso, a Câmara recebeu três mulheres alvoradenses que venceram o câncer de mama: Rose Almeida, Adolar Bohrer Teixeira e Cleusa de Souza Rech.

Projetos Aprovados

O vereador Elias Fernandes (PSB) apresentou o Projeto de Lei (PL) n° 78/2022, instituindo o programa “Escola Legal é Escola Limpa”. Segundo a proposição, o PL “...visa conscientizar os alunos da rede pública municipal para a necessidade de preservação do meio ambiente, integrado a comunidade escolar.” O vereador Celmir Martello (União Brasil) apresentou o Projeto de Decreto Legislativo n°14, tornando Jarlei Borges cidadão honorário de Alvorada. Jarlei é dono de um time de futsal amador em que todos os jogadores rasparam a cabeça em sua homenagem, graças ao enfrentamento de um câncer. Já a vereadora Nadir Machado apresentou o PL 84/2022, que proíbe o constrangimento a mulheres que amamentam seus filhos em locais públicos.

COMENTÁRIOS ( )