Sexta-Feira, 19 de Janeiro de 2018 |

Gestão do presidente Darci Barth conclui processo licitatório para término da obra no novo prédio da Câmara

Reinício das obras deve acontecer até o mês de fevereiro e seguirá até a conclusão da nova sede

Por Redação em 05 de Janeiro de 2018

"Expectativa é de que até o mês de julho a Câmara já possa estar funcionando no novo local" (Foto: Arquivo A Semana)


No ano de 2017, a reportagem do Jornal A Semana conversou em algumas oportunidades com o presidente em exercício, Darci Barth (PMDB). Neste seu primeiro ano como chefe do Legislativo e voltando a ocupar um espaço na Câmara – o político já havia sido vereador em outras três oportunidades – Barth não escondia um desejo: ser o responsável pelo reinício das obras do novo prédio da Câmara de Vereadores.

E, no dia 28/12, faltando três dias para acabar seu mandato como presidente e entregar o cargo para o seu sucessor, Arlindo Slayfer (PDT), o político conseguiu alcançar o seu objetivo. Isso porque, foi neste dia, que o processo licitatório se concluiu e a empresa vencedora da licitação de conclusão da nova sede do Legislativo foi confirmada e anunciada.

A Porto Tec Construtora venceu a licitação e será a responsável pela conclusão do novo prédio da Câmara. Esse processo era a última etapa e, uma das iniciativas da gestão, era fazer apenas uma licitação para a conclusão da construção, e não mais por etapas, como nas gestões passadas. Agora a obra deve reiniciar e só parar quando for concluída.

Segundo o agora ex-presidente da Câmara, eram cinco empresas que estavam concorrendo ao processo e, após a divulgação da vencedora, deve ser concluído o processo de assinatura do contrato para, posteriormente, as obras serem retomadas. A expectativa por parte de Barth é que essas questões burocráticas sejam resolvidas em até 20 dias, para que as atividades na nova sede voltem a ser realizadas.

Ao todo, serão investidos R$ 1.116.265,29 nesta última etapa. A expectativa é de que as obras durem cerca de seis meses. Isso significa que, a previsão para a troca da sede da Câmara aconteça no mês de julho. Com isso, o Legislativo devolverá seu espaço atual para a Prefeitura, acarretando na transferência de secretarias do Governo para o local, diminuindo os custos com aluguel.

Segundo Barth, todo esse processo vem da economia feita por toda a Câmara de Vereadores durante esse primeiro ano de legislatura. “Eu ficaria muito frustrado caso não conseguisse. Foquei na economia para poder garantir melhorias aos cofres públicos, seja do Legislativo como do Executivo. Com esse esforço nós conseguimos terminar com chave de ouro a minha gestão”, salienta o vereador.

Gestão com austeridade

Recentemente o Legislativo já havia anunciado uma economia de cerca de 80% quando comparada com 2016. Para isso acontecer, várias mudanças foram colocadas em prática pelo Legislativo. Dentre as mudanças colocadas em prática no ano de 2017 para diminuir os gastos estavam a regulamentação das diárias, a diminuição de cargos da mesa diretora, a redução substancial das despesas dos gabinetes e o processo seletivo dos estagiários. O resultado destas ações foi uma economia de R$ 482.101,01 no decorrer do ano.

Na oportunidade, Darci Barth também salientou que deseja que o novo presidente da Câmara siga com o processo de uma gestão econômica. “Fizemos economia com comida, água, limpeza, estagiários, vale alimentação, diária, redução de cargos, entre outras ações. Que esse processo de gestão com austeridade seja dada sequência pela próxima gestão”, finaliza o vereador.

COMENTÁRIOS ( )