Tera-Feira, 02 de Maro de 2021 |

PDT encaminha ao diretório estadual suposta condutas inadequadas de Zézo

Contudo, o parlamentar informa que ainda não foi notificado pela sigla sobre os ocorridos

Por Redação em 15 de Janeiro de 2021

"A reportagem do Jornal A Semana entrou em contato com o vereador Zézo, que optou por não se pronunciar sobre o ocorrido" (Foto: Divulgação)


Nas últimas semanas começaram a circular nas redes sociais de que o Partido Democrático Trabalhista (PDT) de Alvorada pretendia expulsar o vereador Zézo (PDT) alegando infidelidade partidária. Desde então, a reportagem do Jornal A Semana vem buscando mais informações sobre o ocorrido para compreender o que de fato está acontecendo dentro do partido.

Em entrevista a presidente do PDT, Giselda Azambuja, informou que não existe nenhum processo de expulsão do vereador. O que está acontecendo é uma sindicância para averiguar supostas condutas inadequadas do parlamentar. “É preciso ressaltar que há um desconforto, mas os desdobramentos dependem de nossa capacidade de melhor entender e solucionar questões”, salienta a dirigente partidária.

Giselda explica que, respondendo aos filiados e ao estatuto, mas também respeitando a trajetória do vereador, foi elaborado o documento descritivo encaminhado ao presidente estadual do PDT e a Comissão de Ética. Eles serão os responsáveis por verificar se os fatos a serem apurados são possíveis de alguma punição. Contudo, a dirigente afirma que a expulsão não foi solicitada.

Sem pronunciamento

A reportagem do Jornal A Semana entrou em contato com o vereador Zézo, que optou por não se pronunciar sobre o ocorrido. Isso porque, segundo ele, por mais que o processo tenha sido apresentado em 18 de dezembro, o parlamentar ainda não foi notificado sobre o teor do material. Contudo, ele se colocou a disposição de se pronunciar no futuro, quando for realmente informado do processo.

COMENTÁRIOS ( )