Terça-Feira, 20 de Fevereiro de 2018 |

Secretarias da Administração e da Fazenda não terão atendimento ao público nas próximas duas semanas

Motivo da ação é fazer a migração para software mais moderno e realizar formações com os funcionários

Por Redação em 09 de Fevereiro de 2018

"O motivo é poder fazer a instalação e migração do novo software da Prefeitura." (Foto: Arquivo A Semana)


Visando aperfeiçoar os sistemas das secretarias de Administração (SMA) e da Fazenda (SMF), as duas pastas estarão funcionando em regime interno pelas próximas duas semanas. O motivo é poder fazer a instalação e migração do novo software da Prefeitura, desenvolvido pela IPM Sistemas, que deve modernizar e facilitar a relação do contribuinte com o poder público.

Para que isso aconteça, a Prefeitura já informou em seu site oficial que, do dia 12 a 23 de fevereiro, o atendimento externo será restrito, mas que os serviços online disponibilizados pelo poder público e as outras secretarias de governo estarão funcionando normalmente. Inclusive o pagamento do IPTU 2018 e o REFIS, que estão tramitando no momento, não serão prejudicados.

Segundo o secretário da Fazenda, Marcelo Machado, o IPTU não será prejudicado para quem optar por fazer o pagamento até o dia 15 de fevereiro e aproveitar o desconto de 10%. “Isso não interfere no pagamento porque a guia já está pronta e disponível para o contribuinte. Contudo, a parte do atendimento ao público não acontecerá durante esses dias e seguirá apenas em regime interno”, explica o titular da pasta.

Benefícios

Para Machado, esse novo sistema deve beneficiar a relação da comunidade de Alvorada com a Prefeitura, graças as atualizações que estão sendo realizadas para poder facilitar os serviços prestados. “Será feita essa alteração para termos um software mais moderno e que permita que a população possa fazer certas solicitações de forma online, sem necessitar ir à Prefeitura e efetuar o pagamento para uma certidão negativa, por exemplo”, salienta o secretário.

Além disso, o titular da pasta ressaltou que esse sistema locado pela Prefeitura não deve gerar ônus aos cofres públicos. Outro ponto destacado por Machado é que esse sistema se comunica com os de outras prefeituras, do Estado e da União. “Ele é um sistema locado. Isso porque não temos como adquirir um sistema próprio. Seria inviável para os cofres públicos do município. Por isso essa escolha. O nosso sistema novo será mais moderno”, relata Machado.

Conforme o secretário de Administração, Luis Carlos Telles, a comunidade vai poder ver na prática as melhorias propostas graças ao novo sistema. “Vai ter atualização em tempo real do contribuinte com a Prefeitura. Nós vamos melhorar muito o sistema de comunicação com a comunidade. Hoje nós temos um sistema que não oferecia confiança e agora teremos algo que funciona e que facilita os serviços. Essa é uma modernização e um avanço para a prefeitura e para a cidade”, justifica o titular da SMA.

Formações

O Departamento de Fiscalização Tributária da Secretaria da Fazenda (SMF) irá propor aos contadores do município e demais usuários para reunião de apresentação do novo sistema de Nota Fiscal Eletrônica e Declaração Eletrônica implantado pela Prefeitura de Alvorada, a ser realizada nos dias 19 e 20 de fevereiro de 2018, no auditório da Secretaria Municipal da Educação, Rua Wenceslau Fontoura, 211, 2º andar.

Além da apresentação do novo software da Nota Fiscal Eletrônica e operacionalização da Declaração Eletrônica, técnicos responsáveis pelo software esclarecerão possíveis dúvidas referentes à implantação e utilização do sistema. “Durante as próximas semanas devemos fazer formações com os servidores públicos e com os contadores da cidade. Assim será possível preparar quem utiliza os serviços ao novo sistema”, explica Machado.

REFIS

O programa REFIS visa a recuperação fiscal através da regularização das dívidas do contribuinte com o município. Através desta iniciativa, é possível regularizar os débitos referentes ao IPTU, ISSQN, dívida ativa, alvarás e outras taxas que fazem parte do Programa de Recuperação e Regularização Tributária (PRRT).

Conforme Marcelo Machado, o REFIS, que deveria terminar em fevereiro foi prorrogado até março, por causa desta mudança de software. “Esse sistema estará indisponível durante esses dias e, para não prejudicar a população, adiaremos a conclusão do projeto do REFIS para 20 de março. Isso porque achamos injusto que o contribuinte não consiga firmar um acordo de negociação por causa da troca de sistema do município”, finaliza o secretário.

COMENTÁRIOS ( )