Terça-Feira, 20 de Fevereiro de 2018 |

Vice-prefeito Valter Slayfer avalia experiência de 15 dias como chefe do Executivo

Prefeito Appolo voltou nesta segunda e Slayfer saiu de férias na quarta-feira

Por Redação em 02 de Fevereiro de 2018

"O político ficou no cargo durante a segunda quinzena de janeiro e sairá de férias no início de fevereiro" (Foto: Arquivo A Semana)


Antes da equipe de reportagem do Jornal A Semana sair de férias coletivas, foi noticiado a posse do vice-prefeito Valter Slayfer (PDT) ao posto máximo da Prefeitura. Isso aconteceu porque o prefeito José Arno Appolo do Amaral (PMDB) saiu de férias por um curto período e cedeu o espaço para que o seu vice tivesse a primeira experiência como chefe máximo do Executivo na cidade.

Na oportunidade, Slayfer salientou que a ideia era dar continuidade ao trabalho que estava sendo feito. “Não tem porque estar mexendo muito e nem é do perfil do nosso governo mexer no que está sendo feito. Faremos mais visitas nas ruas e nas secretarias, além de atendermos o público que vem no gabinete e procura o Appolo. Neste período seguiremos com a iniciativa dele”, explicou o vice-prefeito.

Passados os quinze dias, Appolo retornou à Prefeitura e será a vez do vice-prefeito sair de férias pelo mesmo período – segundo ele, o restante das férias será tirado durante o período eleitoral. Já os outros dias de férias do prefeito não foram divulgados em que período será tirado. Contudo, antes de sair para suas férias, Slayfer conversou com a reportagem do Jornal A Semana para explicar como foi essa experiência como chefe do Executivo.

Em seu balanço dos quinze dias como gestor, Slayfer salientou sair satisfeito e com um parecer positivo sobre essa primeira experiência. “Pude me reunir com os empresários da cidade e vistoriar algumas ruas do município. Com certeza foi um ótimo aprendizado, apesar do pouco recurso e da atual situação em que a cidade foi herdada da gestão passada”, ressalta o vice-prefeito.

Para o decorrer deste ano, o pedetista projeta melhorias e mais investimentos na cidade, se comparado com o ano passado. Um dos motivos para isso são as parcerias com as demais esferas do Estado e do País. “Nossa projeção de recurso e perspectiva é para termos um ano melhor em 2018 do que em 2017, tanto na estrutura administrativa como na área operacional. Esperamos ter um ano com investimentos”, finaliza Slayfer.

COMENTÁRIOS ( )