Tera-Feira, 22 de Setembro de 2020 |

Alvorada registra 225 casos confirmados e 12 óbitos por coronavírus durante a semana

Número é menor do que o registrado na semana anterior

Por Redação em 07 de Agosto de 2020

"Segundo a titular da SMS, Neusa Abruzzi, os cuidados precisam ser redobrados e para que o achatamento da curva persista" (Foto: Guilherme Wunder)


A pandemia do coronavírus segue influenciando dentro de Alvorada. Nessa semana foram confirmados 225 novos casos de coronavírus e mais 12 óbitos por complicações da doença. Apesar de serem bastante casos, o número é menor do que na última semana, quando foram 295 casos e 15 mortes confirmados. Apesar disso, a Secretaria de Saúde (SMS) não projeta uma redução da pandemia.

Segundo a titular da SMS, Neusa Abruzzi, os cuidados precisam ser redobrados e para que o achatamento da curva persista. “Ainda não chegamos ao pico da doença. Eu não vi o pico ainda. Em função das medidas de distanciamento social e uso de máscaras, nós não teremos o pico tão agressivo. A gente está em um processo contínuo e achamos que seguirá assim por um bom tempo”, salienta a secretária.

No boletim da Secretaria Estadual da Saúde (SES) já são 1.635 casos confirmados da doença e 63 óbitos – 36 casos e três óbitos foram confirmados apenas na quinta-feira, 06/08. Trata-se de dois homens, sendo um com 73 anos e outro com 53 anos. Também faleceu uma mulher de 55 anos. Os bairros ainda não foram divulgados pelo Governo do Estado.

Já o boletim epidemiológico da Prefeitura não conta com os 36 casos e os três óbitos confirmados na tarde de quinta-feira, 06/08. No cenário de 1.599 casos confirmados, 803 já estão restabelecidos e 679 seguem em isolamento domiciliar. O número de hospitalizados reduziu de 67 para 57 pacientes. Segundo a SMS, a maioria dos casos do município são leves ou assintomáticos.

Questionada sobre a distribuição do kit-covid, a secretária salientou que o remédio mais eficaz é o isolamento domiciliar e que todos os que apresentam sintomas são orientados a fazer isso. “Não existe nenhum tratamento comprovado para o coronavírus. Por causa disso, a administração não adotou nenhum tipo de kit e nós não vamos adotar nada do gênero. Não existe tratamento comprovação cientifica”, afirma Neusa.

Apesar da orientação seja por não receitar medicamentos sem comprovação, Neusa afirmou que os profissionais de saúde podem receitar o que acharem correto. “Os médicos têm a autonomia de prescrever com o consentimento do paciente, que assina um termo de responsabilidade. Até porque existem efeitos colaterais e as medicações não tem comprovação cientifica. Nós não adotamos nenhum kit”, enfatiza a secretária Neusa.

Centros de coronavírus

Atualmente o município conta com duas estruturas – fora o Hospital de Alvorada e a tenda de triagem – para atendimento de pacientes com sintomas respiratórios. Hoje esse serviço é ofertado no Centro de Saúde e na Unidade Básica de Saúde/UBS Jardim Alvorada. Isso significa que o paciente que estiver com algum sintoma deve se dirigir a um destes dois locais.

Todos que procuram o serviço de saúde vão preencher uma ficha de inscrição e devem passar pela triagem. Caso esteja com dois sintomas, passará por uma avaliação dos médicos, que decidirão – seguindo normas protocolares do Ministério da Saúde – se será feito o teste e qual o melhor método. Enquanto isso, o paciente é orientado a ficar em casa, em isolamento domiciliar e monitorado pela SMS.

COMENTÁRIOS ( )