Quarta-Feira, 28 de Outubro de 2020 |

Alvorada ultrapassa os quatro mil casos de coronavírus desde o início da pandemia

Somente nessa semana foram 254 casos confirmados e sete óbitos

Por Redação em 09 de Outubro de 2020

"Secretária Arita apresentou balanço à Comissão de Saúde e Meio Ambiente da Assembleia Legislativa" (Foto: Divulgação)


O Governo do Estado divulgou na tarde de quinta-feira, 08/10, o seu mais recente boletim epidemiológico da pandemia do coronavírus. Assim é possível averiguar que Alvorada está com 4.020 casos confirmados desde a primeira quinzena de março, quando foi confirmado o primeiro paciente alvoradense. Além disso, já são 138 óbitos causados pela pandemia.

Nessa semana foram confirmados 254 casos. Isso é menos do que na última semana, quando foram 347 pacientes contaminados em sete dias. O número de óbitos também voltou a subir. Enquanto na última semana haviam sido confirmadas seis vítimas da pandemia, nessa semana o número subiu para sete. Os dados de pacientes recuperados, isolados e hospitalizados não foi mais divulgado pela Prefeitura.

Não faltaram leitos

A secretária da Saúde, Arita Bergmann, apresentou à Comissão de Saúde e Meio Ambiente da Assembleia Legislativa, o relatório de ações e prestação de contas do 2º quadrimestre de 2020. O foco da Secretaria da Saúde (SES) durante este período foi intensificar o enfrentamento à epidemia da Covid-19 a fim de proteger a saúde da população.

Depois da apresentação do relatório pelo diretor da Assessoria Técnica de Planejamento (ASSTEPLAN), Cristian Guimarães, a secretária Arita descreveu o documento como uma síntese objetiva de material mais extenso que marcava o período mais crítico da pandemia, de maio a agosto, quando, apesar da alta demanda, nenhum cidadão ficou sem leito por falta de vaga.

Educação Infantil

Quando o prefeito José Arno Appolo do Amaral (MDB) anunciou que as aulas na rede municipal não retornariam, ele deixou aberto o debate da retomada educação infantil. A reportagem questionou se existe alguma novidade sobre o assunto e segundo nota enviada, as escolas privadas de educação infantil têm previsão de reabertura para o dia 26 de outubro.

Ensino remoto até 2021

O Conselho Nacional de Educação (CNE) aprovou a possibilidade de as instituições fazerem uso do ensino remoto até o final de 2021. A medida é voltada para instituições da educação básica e superior. Outras diretrizes aprovadas foram a criação de um ano letivo “suplementar” para os alunos formandos do ensino médio e a possível junção dos anos letivos de 2020 e 2021 na educação básica. O objetivo é diminuir as reprovações.

COMENTÁRIOS ( )