Sbado, 27 de Fevereiro de 2021 |

Após mais de um ano de obras, não há data para inauguração do Canil Municipal

Valor para reforma e ampliação do espaço supera os R$ 500 mil

Por Redação em 22 de Janeiro de 2021

"As obras que iniciaram no dia 30 de dezembro de 2019 contemplam a reforma administrativa, depósito de ração, sala de necropsia, canis e ambulatório"


Uma obra que vai trazer muitos benefícios para a comunidade alvoradense é a Unidade de Vigilância e Zoonose, conhecida popularmente como Canil Municipal. Há anos o lugar é tema de reportagens do jornal A Semana tanto pela precariedade do espaço quanto pelas obras de reforma e ampliação que são faladas ao menos desde 2014.

As obras que iniciaram no dia 30 de dezembro de 2019 contemplam a reforma administrativa, depósito de ração, sala de necropsia, canis e ambulatório. Conforme a Secretaria de Saúde (SMS), o valor total orçado é de R$ 525.490,41.

Contudo, em entrevista, a secretária de saúde (SMS), Neusa Abruzzi, não confirmou a data para a inauguração do espaço. “Não tenho data ainda porque lá é reforma e ampliação, são mais coisas a fazer”, explica.

As obras foram paralisadas e retomadas algumas vezes devido à pandemia do coronavírus e a SMS já divulgou dois prazos para a entrega da obra: outubro e dezembro de 2020, ambos não sendo cumpridos.

Sobre isso, Neusa conta que por causa da Pandemia a empresa responsável pelas obras teve muitos problemas com a falta de funcionários. “Tivemos que chamar a empresa para conversar porque estava muito devagar o serviço e agora colocaram mais funcionários e começou a andar mais rapidamente”, fala. Ainda, ela lembra que todas as castrações que o local vai disponibilizar já foram aprovadas pelo departamento da SMS responsável por isso.

Histórico

As obras do canil municipal é uma promessa antiga dentro do município. Em 2014, ainda na gestão do ex-prefeito Sergio Bertoldi (PT), havia sido anunciado que o espaço seria reformado. A expectativa na época era de que, até o final daquele ano, todos os reparos fossem concluídos e a unidade de vigilância e zoonose reaberta para a comunidade.

Em outubro de 2015, uma nova reportagem circulou para apresentar a realidade do espaço, que seguia sem receber melhorias. Na oportunidade, foi informado que o projeto já estava em desenvolvimento e que, até o final daquele ano, as obras iniciassem. Já em junho de 2016, foi informado que nenhuma empresa apresentou interesse em realizar a reforma e ampliação.

Um ano depois, a Secretaria de Saúde foi novamente contatada sobre as obras do canil. De acordo com a Prefeitura, o orçamento ficou muito acima da previsão e da disponibilidade. Diante do impasse, foi informado que técnicos da SMPH readequariam o projeto.

Em outubro de 2018 uma nova matéria foi realizada, pois as obras ainda não haviam começado. Na oportunidade foi explicado que a SMS contava com apenas uma engenheira e que havia emendas parlamentares prestes a vencer. Devido a esse problema, a servidora foi ordenada a desenvolver outros projetos e a reforma do canil seria retomada quando esses prazos acabassem.

Depois disso chegou março de 2019, quando a obra novamente não foi iniciada e a expectativa era de que, ainda naquele mês, tudo fosse publicado no Diário Oficial. Contudo, após cinco meses apenas o projeto havia sido encaminhado para o departamento de compras da SMA, aguardando a liberação e publicação do edital. Somente em dezembro que as obras começaram.

COMENTÁRIOS ( )