Quarta-Feira, 28 de Outubro de 2020 |

Câncer de mama

Ainda conforme a especialista, o diagnóstico precoce é fundamental

Por Redação em 16 de Outubro de 2020


A importância dos testes genéticos no diagnóstico e tratamento do câncer de mama foi tema de audiência pública da Comissão de Saúde e Meio Ambiente. Proposta pela deputada Franciane Bayer (PSB), a audiência reuniu médicos especialistas, pacientes e deputados, que defenderam a incorporação desses exames ao Sistema Único de Saúde (SUS) como forma de, ao mesmo tempo, salvar vidas e economizar recursos. Segundo a médica mastologista Maira Caleffi presidente voluntária do Instituto da Mama (Imama) e da Federação Brasileira Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama (Femama), 10% dos casos de câncer de mama são hereditários, o que representaria 6,6 mil mulheres do total de 66 mil diagnósticos da doença no Brasil neste ano. Ainda conforme a especialista, o diagnóstico precoce é fundamental e muito mais frequente no sistema privado do que no público. Os testes genéticos, segundo ela, possibilitam o aumento da sobrevida dos pacientes oncológicos, a identificação de famílias de risco e a personalização do tratamento com medicações específicas.

COMENTÁRIOS ( )