Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2017 |

Cidade participa do Dezembro Vermelho, campanha que aborda a prevenção contra a Aids

Atualmente o município está entre os 15 municípios gaúchos com maior incidência da doença

Por Redação em 01 de Dezembro de 2017

"Testes rápidos poderão ser realizados nas UBS’s da cidade" (Foto: Arquivo A Semana)


Assim como os meses de setembro, outubro e novembro têm como objetivo tratar de questões importantes e que devem ser debatidas na sociedade, como o suicídio, câncer de mama e de próstata, neste mês a pauta é a luta contra a Aids. Esse é o Dezembro Vermelho, que a cidade está participando e que, por cinco edições, abordaremos o tema com diversas pautas.

O primeiro evento acontece na manhã da sexta-feira, 30 de novembro, quando acontece a Caminhada referente à campanha de prevenção no Dia Mundial de Luta contra a Aids. De acordo com a organização, esta atividade visa chamar a atenção da população quanto ao problema da Aids, uma vez que Alvorada está entre os 15 municípios gaúchos com maior incidência da doença, sendo quase quatro vezes mais que a taxa nacional. “Agora no mês de dezembro vamos intensificar a nossa programação. Nosso objetivo é despertar a necessidade da prevenção promover o entendimento sobre a pandemia e incentivar a analise sobre a Aids para toda comunidade alvoradense, em especial aos nossos jovens que eles saibam sobre comportamentos seguros de prevenção”, explica Neuza Abruzzi, secretária de Saúde (SMS).

Ainda, de acordo com informações da SMS, o perfil epidemiológico tem-se modificado ao longo da última década, com aumento de mulheres, adultos jovens e heterossexuais infectados, faz-se necessário um novo olhar sobre o tema, com abrangência de novos públicos e maior ênfase nas condutas de risco e na prevenção. “A comunidade Alvoradense precisa estar alerta e consciente dessa situação, pois a cada dia novos casos são diagnosticados e muitos pacientes perdem a vida por desconhecimento sorológico e/ou falta de informação”, explica a coordenadora do Programa Municipal DST/AIDS, Normita Bonaldo.

Programação

A coordenadora ainda fala que nos dias 06 13 de dezembro, das 8h30min às 12h e das 13h30min às 16h, a Unidade Móvel da Secretaria de Saúde estará no Sítio dos Açudes, onde os profissionais do serviço estarão realizando testes rápidos de HIV, Sífilis e hepatites virais; aconselhamento pré e pós testes; orientações e distribuição de insumos de prevenção.

Já no dia 09/12, todas as Unidades Básicas de Saúde estarão abertas realizando os mesmos procedimentos já mencionados acima, assim como nos dias 17, 19 e 28, profissionais da pasta estarão com a Unidade Móvel da SMS atendendo a população em frente do PAM-8 no centro da cidade.

O que é o Dia Mundial de Luta Contra a Aids?

Em outubro de 1987, com apoio da Organização das Nações Unidas (ONU), a Assembleia Mundial de Saúde, decidiu transformar o 1º de dezembro em Dia Mundial de Luta contra a AIDS.
A data serve para reforçar a solidariedade, a tolerância, a compaixão e a compreensão com as pessoas infectadas pelo HIV/AIDS. A escolha dessa data seguiu critérios próprios das Nações Unidas. No Brasil, a data passou a ser adotada, a partir de 1988, por uma portaria assinada pelo Ministério da Saúde.

Por que o laço vermelho como símbolo?

O laço vermelho é visto como símbolo de solidariedade e de comprometimento na luta contra a AIDS. O projeto do laço foi criado, em 1991, pela Visual Aids, grupo de profissionais de arte, de New York, que queriam homenagear amigos e colegas que haviam morrido ou estavam morrendo de aids.
O laço vermelho foi escolhido por causa de sua ligação ao sangue e à ideia de paixão, afirma Frank Moore, do grupo Visual AIDS, e foi inspirado no laço amarelo que honrava os soldados americanos na Guerra do Golfo.

Foi usado publicamente, pela primeira vez, pelo ator Jeremy Irons, na cerimônia de entrega do prêmio Tony Awards, em 1991. Ele se tornou símbolo popular entre as celebridades em cerimônias de entrega de outros prêmios e virou moda. Por causa de sua popularidade, alguns ativistas ficaram preocupados com a possibilidade de o laço se tornar apenas um instrumento de marketing e perdesse sua força, seu significado. Entretanto, a imagem do laço continua sendo um forte símbolo na luta contra a Aids, reforçando a necessidade de ações e pesquisas sobre a epidemia.

COMENTÁRIOS ( )