Segunda-Feira, 21 de Setembro de 2020 |

Número de casos de contaminados por coronavírus sobe pela terceira semana consecutiva

Contudo, número de óbitos teve redução quando comparado aos últimos sete dias

Por Redação em 28 de Agosto de 2020

"Ainda não foi divulgado o novo sistema de bandeiras para que o comércio seja reaberto, mas existem protocolos para flexibilização em vigor" (Foto: Arquivo A Semana)


A Secretaria de Saúde (SMS) divulgou na tarde de quinta-feira, 27/08, o mais recente boletim epidemiológico do município. Segundo levantamento, Alvorada conta hoje 2.333 casos confirmados do coronavírus. Destes, 1.442 já receberam alta, 738 estão em isolamento e 57 seguem hospitalizados. Já são 96 vítimas da pandemia do covid-19, que teve seu primeiro caso confirmado em março.

Nessa semana foram confirmados 264 casos de coronavírus. Com isso, o município apresentou um crescimento de pacientes contaminados pela terceira semana consecutiva. Além disso, essa é a terceira semana com maior número de casos – só perde para 277 e 295 entre as semanas de 17 a 30 de julho. Não foi divulgado pela Prefeitura uma justificativa para esse aumento no número de contaminados.

Já o número de óbitos nessa semana apresentou uma redução para os sete dias anteriores: de 14 para 10. Mesmo com esses números, não foi divulgado nenhum novo decreto na última semana. Além disso, representantes da administração afirmam que já se projeta a bandeira laranja na cidade para a próxima semana ou os próximos 15 dias, apesar de não haver nenhum anúncio oficial do Estado.

Movimento Tradicionalista

Foi realizada nessa semana a primeira reunião do MTG com a Prefeitura para debater alternativas para a celebração da Semana Farroupilha. Em contato com representantes da Secretaria de Cultura, Esporte e Juventude (SMCEJ) foi informado que existem conversas para que seja instalado pelo menos um piquete em frente a Prefeitura, mas novas reuniões devem ocorrer nos próximos dias.

Essas novas reuniões devem contar com representantes da SMS e do gabinete do prefeito. “Em princípio está tudo suspenso e a gente dificilmente fazer algo. Não tem como a gente fazer nenhum evento. Até nos foi sugerido montar apenas um galpão, mas temos receio de que pode haver aglomerações em torno deste espaço”, salienta o secretário de Governo e Gabinete (SGG), Paulo Ramos.

COMENTÁRIOS ( )