Terça-Feira, 25 de Julho de 2017 |

Pronto Atendimento Municipal diminui atendimentos no Hospital de Alvorada

Ampliação no horário de atendimento completou um mês no dia 2 de junho

Por Redação em 09 de Junho de 2017

"Local contabilizou, no mês de maio, mais de 2 mil atendimentos à população durante o dia e noite" (Foto: Matheus Pfluck)


Devido à ampliação dos atendimentos do Pronto Atendimento Municipal (PAM 8) até as 23h, os acolhimentos no Hospital de Alvorada estão sendo desafogados continuamente. Quem confirma esta informação é a diretora técnica da instituição, Soraya Malafaia Colares. De acordo com ela, em pouco mais de um mês desde que o PAM 8 está funcionando com o horário estendido, o fluxo de pacientes está menor em relação aos meses anteriores à ampliação.

Conforme levantamento que o Hospital realiza mensalmente, é possível perceber a diminuição de cerca de 700 atendimentos no mês de maio em relação à março. “Em todo o mês de maio tivemos 7.683 atendimentos entre clinica geral, pediatria, obstetrícia, cirurgias e enfermagem, enquanto em março, tivemos o total de 6.898 atendimentos”, explica. Já no mesmo período de 2016, o Hospital contabilizou 9.092 atendimentos em março e 8.672 acolhimentos em maio.

A ampliação do horário também faz com que o Hospital possa cumprir com sua demanda, como deve ser feito, já que hoje atende de 15 a 20% do que realmente necessita. “Ajuda a gente não ter uma demanda tão alta e focar no que é mais grave, o atendimento prioritário”, explica.

O atendimento clínico de urgência realizado no PAM 8, realizado até as 23h, foi cancelado no governo Serginho por motivos financeiros. “Quando isso ocorreu, quando ele fechou nós tivemos um incremento de 30 mil pessoas a mais do que atendíamos”, relata Soraya.

Atualmente, os atendimentos na unidade na parte da noite contam com três médicos, uma enfermeira e cinco técnicos em enfermagem. Já durante o dia, o local conta com dois médicos, uma enfermeira e cinco técnicos.

A enfermeira, Daniela Bortoncello, atualmente trabalha como diretora do local e segundo levantamentos, no mês de abril o lugar atendeu nos dois turnos do dia, 1.338 pessoas e em maio, 2.564 acolhimentos foram realizados, o que contabiliza 1.226 atendimentos a mais em relação a abril.

De acordo com a secretária de saúde, Neusa Abruzzi, o objetivo do governo é que os atendimentos no PAM 8 cubram 24h do dia até o final do mandato do prefeito Appolo. “É uma nova alternativa para as mães, em especial, que trabalham durante o dia e quando chegam a noite em casa e seu filho está febril, não está bem, é uma alternativa dos pais levarem a criança até o Pronto Atendimento, para que tenha a assistência médica”, finaliza. O PAM 8 fica localizado na Rua Roberto de Souza Feijó, 147.

COMENTÁRIOS ( )