Quinta-Feira, 04 de Maro de 2021 |

Aconteceu

Por Redação em 16 de Novembro de 2012


Combate ao diabetes
O Centro de Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde , em parceria com o Departamento de Alimentação e Nutrição e a Associação Rio-Grandense de Apoio ao Diabético de Alvorada/ARAD promoveu na quarta-feira, 14/11, mais um "Dia de Combate ao Diabetes". O evento com o objetivo estimular a prevenção e o controle do diabetes teve atividades de educação nutricional, realização de testes de HGT e medição da pressão arterial.

Ballet CutuArte na Feira do Livro de Porto Alegre
No sábado,10 /11, as bailarinas do Projeto Ballet CultuArte estiveram na 58ª Feira do Livro de Porto Alegre, representando Alvorada. O grupo apresentou 11 coreografias no Território das Escolas, no Cais do Porto, e conversou com o jornalista da RBS TV, Manoel Soares.
Para a professora e diretora do projeto, Jaqueline Navarro, é muito importante a participação do grupo em vários eventos pois, através da dança, as meninas estão levando o nome da cidade a novos ambientes.
No próximo dia 3 de dezembro, o grupo estará participando do Sogipa em Dança, em Porto Alegre.

Luta pelos royalties para educação
O ministro da Educação, Aloízio Mercadante, recebeu representantes do movimento estudantil na manhã desta terça, 13/11, para traçar estratégias para garantir a destinação de 100% dos royalties do petróleo para a educação. Depois do encontro, a União Nacional dos Estudantes/UNE, a Associação Nacional de Pós-Graduandos/ANPG e a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas/Ubes traçaram três linhas de atuação.
Tendo em vista a “bala perdida” que a educação brasileira levou na votação da Câmara, que aprovou em 06 de novembro o projeto de lei do Senado que não destina 100% dos royalties do petróleo a partir de novos contratos firmados, o primeiro passo do movimento educacional é desde já pressionar para que a União destine 100% dos royalties remetidos a ela.
“Primeiro temos que aguardar pelo posicionamento da presidenta Dilma Rousseff. Se ela vai sancionar da forma como está ou se haverá alguma regulamentação. Mas, desde já, defendemos que haja uma regulamentação do texto em que esteja garantido que todos os royalties da União sejam destinados para a educação e também os 50% do fundo social do pré-sal. É possível fazer isso a partir de uma regulamentação”, explica Luana Bonone, presidenta da ANPG, que participou da reunião com Mercadante.
Luana ficou bastante otimista com a audiência onde o ministro se comprometeu mais uma vez a encampar a luta para assegurar os 10% do Produto Interno Bruto (PIB) para a educação. Para tanto, como a própria presidenta Dilma observou, quando acenou que o governo federal faria esforços para alcançar os 10% do PIB, serão necessárias novas fontes de receita para que não seja necessário a criação de novos impostos.

COMENTÁRIOS ()