Quinta-Feira, 29 de Outubro de 2020 |

Carta do leitor

Aprendizagem socioemocional: família e escola juntos

Por Redação em 28 de Fevereiro de 2020


Nas escolas dos Estados Unidos uma extensiva gama de estudos apontam com consistência os benefícios da aprendizagem socioemocional. As pesquisas vêm de várias áreas: neurociência, saúde, psicologia, gestão escolar, teorias de aprendizagem, economia, empregabilidade e prevenção de problemas de conduta. Porém, no Brasil, faz pouco tempo que se houve falar de desenvolvimento socioemocional nas escolas.

A partir da Base Nacional Comum Curricular – BNCC observamos que a mesma, apresenta em suas 10 competências gerais, questões ligadas tanto ao conhecimento quanto a conteúdos emocionais e socioemocionais. Obrigando-nos, portanto, a desenvolver essas competências desde a Educação Infantil até as séries finais do Ensino Fundamental.

Surge então um grande dilema, pois estudos mostram a importância de desenvolver essas competências nos alunos. Ficam algumas indagações: Quem formou os professores para isso? O quanto os professores estão preparados para trabalhar essas questões com seus alunos? O quanto isso foi trabalhado com eles nas Universidades, Cursos de Pós-Graduação e Especializações?

Nós, como gestores de Escolas, temos um papel muito importante nessa formação. Precisamos com urgência estudar e realinhar os novos propósitos da educação e acaba surgindo um novo papel dos gestores e também dos nossos professores: o maior engajamento familiar.

Por muito tempo ouvimos frases prontas de que questões socioemocionais se desenvolvem apenas em casa, porém nunca acreditei nisso, sempre entendi o papel da escola como um dos maiores pilares de interação e desenvolvimento social, pois é ali que eles também aprendem a respeitar as pessoas, a ter mais empatia, a saber lidar com as frustrações, a se defenderem de preconceitos e a consolidarem valores para a vida.

Aos pais, cabe também a preocupação com essas questões e cabe entender que o processo educacional dentro de uma escola ocorre não só cognitivamente, mas também emocionalmente. Nesse contexto, os pais também precisam ser preparados para um novo ambiente e mais uma vez cabe a nós auxiliarmos nesse processo.

Dessa forma, começamos a entender que família e escola precisam estar mobilizadas dentro do contexto e necessitam se apoiar. Afinal, devemos nos preocupar com o desenvolvimento de nossas crianças e jovens de forma integral, e cabe aos pais estarem mais atentos aos movimentos que as escolas precisam proporcionar a partir de agora.

Nós do Colégio Êxito estamos preparados para oferecer a melhor parceria entre família e Escola, pois sabemos da importância dessa união para a formação de nossos alunos.

Laura de Andrade - Diretora do Grupo Educacional Êxito

Mais sobre carta_do_leitor

COMENTÁRIOS ()