Domingo, 29 de Novembro de 2020 |

Carta do leitor

Falta

Por Redação em 11 de Setembro de 2020


Que falta me fazem as coisas que não vivi
Origens escurecidas silenciadas
Experiências e conhecimentos vagantes São meus e não me integram

Ancestralidade: espectro do antes
Saber longínquo que queima no peito
E garante a memória

É história, costume, tradição
É possibilidade de transição
Transformação

Meu corpo móvel e movente
Conta saberes penetrados por rachaduras de experiências
Inteiro em força
Nunca silencioso

Por Tainã Rosa

COMENTÁRIOS ()