Sbado, 15 de Agosto de 2020 |

Carta do leitor

O Futuro de Alvorada está no povo

Por Redação em 14 de Novembro de 2019


Alvorada reúne um conjunto de fatores favoráveis ao pleno desenvolvimento, a saber, sua proximidade com Porto Alegre, e rotas de acesso estratégicas. Contudo, todos os fatores positivos não fazem frente à visão anacrônica daqueles que governaram e governam nossa cidade.

Alvorada é uma cidade pequena em extensão territorial e, em tese, de fácil gestão. Mas as dificuldades impostas pelas administrações que se alternam no poder faz de nossa cidade um caos em todas as áreas possíveis. Em comparação com os demais munícipios gaúchos, nossa querida cidade chama atenção negativamente por seus índices: uma das mais violentas do Estado; pior PIB Per capita; pior ensino (de acordo com o IDEB); saúde precária, ruas destruídas e etc.

A falta de um plano estratégico em longo prazo nos impede de avançar de forma positiva nesses índices hoje vexatórios. A destruição física da cidade refletida em estatísticas pífias, naturalmente desperta em seu povo uma descrença generalizada. Descrença essa responsável, a meu ver, pela criação de um tipo de círculo vicioso. Esse fenômeno faz com que o eleitorado vote de forma quase mecânica nos mesmos agentes políticos que há décadas ocupam os mais variados cargos e, não raro, colecionando uma série de fracassos.

A baixa escolarização de boa parte do eleitorado atrelada à pobreza é um campo fértil para candidatos maldosos que, sem escrúpulos, exploram esses fatores sem maiores cerimônias. Apesar de a pobreza ser uma das marcas características de nosso povo, não é desculpa para que o eleitor entre em negociatas criminosas com candidatos igualmente criminosos, trocando desta forma seu voto por vantagens de toda sorte. Lembre-se que o nível dos candidatos é proporcional ao nível do eleitorado.

Perceba, estimado leitor, que o automatismo na hora de escolher os representantes não só mantém como agrava a situação da cidade e de quem nela vive. Alvorada precisa para o seu bem de um olhar atento e crítico do eleitorado na hora de depositar seu voto na urna. A mudança em nossa cidade jamais ocorrerá se o cidadão não quebrar o círculo vicioso, bem como, e mais importante do que tudo, acompanhar o trabalho dos políticos. Ficar a par do que é votado, estar presente sempre que possível à Câmara de Vereadores e etc. A genuína mudança está, e sempre estará muito mais no povo do que em seus representantes eleitos.

Em tempos de internet é fácil acompanhar o trabalho do legislativo/ executivo. O próprio jornal A SEMANA de forma gratuita disponibiliza em seu site as mais variadas reportagens da política local. Torço para que em 2020, vejamos no eleitorado um espírito crítico e revigorado, com a mais sincera disposição para renovar os quadros e, acima de tudo, ciente de que seu papel não termina no apertar das teclas na urna eleitoral. Despertando à realidade demostrada nestas breves linhas, construiremos a Alvorada que queremos.

Fábio Martins - Ativista Político

Mais sobre carta_do_leitor

COMENTÁRIOS ()