Domingo, 26 de Março de 2017 |

Carta do leitor

Palmas, emoção e agradecimento

Por Redação em 04 de Março de 2016


O final da tarde de domingo, 28 de fevereiro, vai permanecer por muito tempo na mente dos alvoradenses que amam está cidade e se orgulham dos seus cidadãos.

Naquele final de dia, quando o calor inclemente fez uma leve pausa, muitos de nós, em nossas casas, em frente à televisão, nos preparamos para assistir a estreia do grupo Vocal5, no quadro “A Cappella” do programa Domingão do Faustão.

O grupo que conta com a participação da excelente cantora Karine Rodrigues e do regente e cantor Eduardo Alves, ambos de Alvorada, e mais três músicos de primeira grandeza de Porto Alegre, foi o terceiro a se apresentar, e “roubou a cena”, tal a emoção e excelência demonstradas no palco.
A apresentação, perfeita, foi aplaudida de pé, a única até então, pelo auditório, e arrancou lágrimas da técnica, Crismarie Avaliam, responsável pela seleção dos grupos que estão se apresentando. Ela e o outro técnico Ricardo Cravo Albin também aplaudiram de pé o Vocal5. A música escolhia foi “Todo azul do mar” de Flávio Venturini.

No final da apresentação Fausto Silva perguntou: “o que essa gauchada tem de diferente que a galera aplaudiu de pé”? A resposta, quem conhece o trabalho do grupo sabe: muito talento, estudo e trabalho.

Karine começou na música aos 14 anos tendo aulas de teclado com o professor Pedro Farias, falecido recentemente, na escola de Música IEMAT. Ali também foi o batismo musical de Eduardo Alves, que também aos 14 anos, começou a cantar o Coral Municipal formado dentro da escola.
A maravilhosa exibição dos dois alvoradenses, mais os porto-alegrenses Manoel, Gabriel e Regina, emocionou e encheu de orgulho aqueles de dedicaram o final da tarde de domingo para assistir a apresentação.

Estando entre aqueles que acompanham, torcem e acreditam no aprimoramento do talento de cada um e amam a arte, aproveito para manifestar minha admiração e profundo respeito a esses batalhadores da cultura local e dizer que, como milhares de cidadãos que aqui residem, almejo de coração, que o Vocal5 continue a me fazer chorar de alegria e orgulho, como foi no domingo, muitíssimas vezes, e que minhas mãos fiquem doloridas de tantas palmas que ainda quero bater por ele.

Nerlene Beras
Jornalista profissional

COMENTÁRIOS ()