Sbado, 28 de Novembro de 2020 |

Carta do leitor

SER Alvorada: o campeão gaúcho do contra tudo e contra todos

Por Redação em 25 de Outubro de 2019


O ano de 2019 é histórico para o futsal alvoradense e ficará na memória dos desportistas da cidade. O momento em que a modalidade vive dentro das quatro linhas é maravilhoso. Grandes times amadores na disputa de gigantescos campeonatos além da ponte do Arroio Feijó.

Na Copa dos campeões de futsal, a Rabelo conseguiu o inédito vice-campeonato, resultado este que teve a SER Alvorada também, entre os quatro melhores. Além destes resultados, o crescimento técnico de atletas da cidade é notório. Alvorada é terra do futsal e de salonistas de 1°linha e grandeza.

Mas o fato mais relevante do ano, sem dúvida alguma é o resultado alcançado pela equipe do técnico Fabiano Ventura. Comandada pelo capitão Vefo, a SER Alvorada é o grande campeão do ano. Sim. A SER é campeã do “Contra tudo e contra todos!”

Conquistar uma vaga na final do Campeonato Gaúcho de futsal, da Federação Gaúcha não é trabalho fácil. Os “meninos” de Alvorada que enfrentarão a GIGANTE e PODEROSA ASSOEVA, de Venâncio Aires, podem se sentir campeões, porque só em disputar uma final desta competição, nas condições que possuem, sem dúvida é um título para guardar estampado no peito pro restante de suas vidas.

Além disso, a turbulência em que a equipe (atletas e comissão técnica) vive no último mês, com o descaso para com a equipe é absurdo. O clube que vive um momento “sem teto” e “sem terra”, está de malas prontas para cidade de Canoas. Isso mesmo, a SER Alvorada/Roma é de fato, SER Alvorada/Roma - Canoas.

O município de Alvorada que possui mais de 200 mil habitantes, que está entre as mais pobres (em renda per capta) e segundo pesquisa a mais violenta do Brasil, está perdendo talvez o único projeto que os habitantes da cidade poderiam desfrutar, por decisões políticas e birras pessoais.

Além disso, o futebol e o futsal são uma, senão a maior ferramenta esportiva de inclusão social do país e o nosso poder público, que nada criou e projetou nos últimos três anos, além de perder emendas parlamentares, para reforma do Ginásio Municipal, ainda deixam escapar o clube com melhores resultados dos últimos anos do futsal na região metropolitana.

Como ex-atleta e atuante no meio esportivo a mais de 25 anos, me entristece saber que Alvorada não reconhece o esporte, que não investe na prática esportiva e acima de tudo, ainda perde, tanto financeiramente, quanto desportivamente o pouco que possui. Isso é inadmissível.

No ano de 2020 teremos que andar 30 quilômetros para rever as defesas de Pacotinho, as aulas táticas de Fabiano Ventura, a garra de Vefo. De outro lado, após todo o desmando contra o esporte municipal e a equipe, não precisaremos arredar o pé da cidade, pois 2020 será a ruína, de quem arruína (desculpem o trocadilho) nosso esporte.

Somos todos SER, seremos todos SER... Seja em Alvorada ou em Canoas, o título de campeão gaúcho, do contra tudo e contra todos é alvoradense.

Igor Agradem Domingos

COMENTÁRIOS ()