Domingo, 24 de Setembro de 2017 |

Editorial

28 anos no seu lar

Por Redação em 16 de Junho de 2017


No apagar das luzes de mais um ano de atividades ininterruptas do jornal A Semana, abrem-se as portas para o 29º ciclo de atividades. No dia 20 de junho de 1989 circulou no município a primeira edição e já na capa e em suas primeiras páginas trazia inúmeras informações e algumas delas ainda hoje são realidade. Estava estampado na capa que a estatal CRT – Companhia Riograndense de Telecomunicações prometia 10 mil telefones instalados na cidade em curto espaço de tempo, porém não alcançou o objetivo. Após a privatização, estes números foram alcançados e uma infinidade de celulares inundou a cidade e o Brasil. Porém, as outras duas chamadas, também de capa, tiveram êxito, entre elas as melhorias no Distrito Industrial e as verbas para a construção do futuro Ginásio Municipal, ambas efetivamente concretizadas nos dias de hoje.

No fechar da edição derradeira do 28º ano, a de número 1462, olhos atentos nas páginas escritas no passado e olhar fixo para um futuro que nos espera. Os últimos anos foram os de maior incógnita e maior ainda é o por vir. Inúmeros foram os jornais locais que sucumbiram nestes últimos anos e o número somente vem decrescendo drasticamente nos últimos meses.

Notícias alvissareiras abordadas com ênfase no jornalismo ainda perduram nas páginas do jornal. As enchentes que são assuntos atuais, lá atrás já assombravam a cidade. E os passos na área da sáude, educação, cultura, segurança sempre estiveram presentes. Cinco prefeitos estiveram a frente do executivo municipal e um número finito de vereadores tiveram e continuam também tendo espaço nesse semanário que é um marco de pontualidade e jornalismo na cidade.

Grandes desafios nos aguardam como aguarda toda a comunidade alvoradenses e brasileira. Os rumos da política e da economia norteiam o crescimento das empresas e também o espaço que os meios de comunicação têm junto a comunidade. Com o advento da internet, o jornal A Semana foi o primeiro a investir nesta e em outras novas ferramentas, porém nunca deixando de circular com o jornal. É uma tradição presente nos lares e comércio de milhares de leitores no jornal impresso e na plataforma digital diariamente.

E certamente, com o prestígio sempre presente dos assinantes, anunciantes, leitores, órgãos públicos, é que a caminhada futura se tornará mais amena, consolidando desta forma a melhor comunicação impressa e digital junto a esta comunidade que tão bem nos acolheu.

COMENTÁRIOS ()