Quarta-Feira, 20 de Setembro de 2017 |

Editorial

A importância da qualificação para todos

Por Redação em 08 de Setembro de 2017


Repetir o passado é regredir no presente. É um antigo adágio popular e que se repete com a história do presente. E que certamente se fará também presente no futuro. Porém ao acrescentar algo a mais isto já não se torna uma repetição, o que naturalmente acontece com a alteração do número dos anos, ou então, o nascer de um novo sol.

E os tempos atuais fazem nos ser mais avantes pois o desenvolvimento e o aprimoramento das novas gerações que estão chegando nos levam a aprimorar mais o nosso trabalho. E a facilidade da comunicação e das novas ferramentas dos tempos atuais estão à disposição de todos e devemos sempre estar atualizados, sob pena de ficar para contar a história.

Nós alvoradenses, estamos prestes para entrar num novo ano, mais um ano longe dos tempos do então Passo do Feijó, desmembrados do município de Viamão. Lutamos com a cidade-mãe para não estar junto nas cifras alarmantes que não enaltece nenhum povo. E apesar dos esforços, não conseguimos sair destes patamares, apesar dos diversos ciclos apresentados, principalmente na área política.

A crise que veio afetuar o Brasil de norte a sul, trouxe principalmente aos municípios mais carentes a dor e o sofrimento da falta de recursos. Recursos estes escassos e que estão ao alcance da qualificação dos administradores à frente dos governos.

Verbas inúmeras a nível nacional estão sendo perdidas, inúmeras vezes por itens básicos, como a apresentação de um simples projeto ou mesmo sem precisar apresentar nenhum valor em contra-partida.

Vivemos sim em momentos de crise, mas devemos ser audaciosos e eficientes com as ferramentas e o conhecimento que temos. E se nos falta o conhecimento, nos cercar de pessoas aptas que somam e juntos trabalhar para alcançar os objetivos propostos e alçar novos voos e projetos.

Somente com a qualificação de todos os quadros de todos os escalões, saltaremos para maiores patamares. E isto vem desde a educação na célula mãe da sociedade, que é a família, passando após as escolas com a educação secular, e quando adultos saberão honrar o conhecimento e dar o seu respectivo retorno a sua comunidade.

COMENTÁRIOS ()