Quarta-Feira, 05 de Agosto de 2020 |

Editorial

A importância de se trabalhar em parceria

Por Redação em 06 de Julho de 2018


A afirmação que intitula este editorial pode ser considerada por muitos como óbvia demais. Porém, existem vezes em que até o óbvio deve ser dito e relembrado para que mais ações em parceria possam ser realizadas. Isso no ambiente pessoal, profissional e também político, como foi possível visualizar nesta semana.

Na terça-feira 02/07, foi inaugurada a Praça Edson Signor, em frente ao Hospital de Alvorada. Ele foi toda revitalizada em uma parceria do próprio hospital com a Prefeitura e o Rotary Club. Este último ainda ficará responsável pela manutenção do local, que acabou sendo adotado pela instituição.

A prática é comum em Porto Alegre e em diversos outros municípios, onde vários espaços públicos acabam sendo adotados pela iniciativa privada, mas em Alvorada esse é um dos primeiros registros desta prática. Talvez seja o essencial para motivar mais ações como essa, mas só o futuro poderá responder a essa pergunta.

Obviamente que existem outras parcerias entre a iniciativa privada e pública que não dão tão certo assim. Temos o enxadódromo, construído pela ONG Embrião e feito com muito empenho e dedicação. Após vários atos de vandalismo por quem ocupou o espaço público para auferir lucros e divulgações, o enxadódromo ficou aos pedaços e quem se lembra dele ainda. A promessa é de construir em outro local e quem o depredou foi “convidado” para restaurá-lo? Ou o irá reconstruir em outro local? Quantos tantos outros espaços públicos que tiveram a parceria continuam?

Existem as obras de pavimentação comunitária, onde moradores pagaram em administrações passadas e até hoje não receberam as melhorias. Atualmente diversos moradores de diversos recantos da cidade batem as portas do Executivo para as melhorias de suas ruas e, mesmo pagando, não conseguem efetivar a parceria com o público. Temos também a Consulta Popular, quando a população escolhe onde quer que o Estado faça investimentos, definindo a área e a cidade beneficiada.

Em muitos casos a parceria sim deu errada e causou um dos piores sentimentos: a frustração. Frustração com os políticos e com as promessas não cumpridas. Quando se cria esperança e a frustração vem na sequência, acaba se desacreditando em todos e, nestes casos, a parceria acaba não sendo uma boa opção.

Contudo, assim como existem esses últimos exemplos citados, onde a experiência não foi a melhor; também existem experiências positivas como esta recém inicializada e outras praças na cidade. Não esquecendo que por longos anos, a população e empresários mantiveram de alguma forma a limpeza do entorno da Lagoa do Cocão. Que as parcerias junto à comunidade sejam efetivas e assim é possível investir na qualidade de vida com menos recursos públicos.

COMENTÁRIOS ()