Quarta-Feira, 05 de Agosto de 2020 |

Editorial

A notícia antes da montagem

Por Redação em 20 de Abril de 2018


Atualmente todos que leem esse jornal já leram em algum lugar – nunca aqui – uma notícia que poderia ser considerada fake news. O termo já explica o que é e o editorial de duas semanas atrás tinha esse tema sendo abordado. Contudo, a importância de se denunciar quem faz isso é tão grande que nunca é demais mostrar como o Jornal A Semana segue firmando o compromisso com a verdade. E quem diria que um veículo de comunicação teria a obrigação de ter de firmar isso tantas vezes nos dias de hoje.

A população já estava acostumada com o surgimento de boatos ou notícias falsas em editorias que, infelizmente, não tem a seriedade como um ponto chave. Falamos do entretenimento e do esporte. Por quê? Ué, quem nunca leu a notícia que seu time está contratando um craque que nunca vem ou já se assustou com a manchete de que algum artista de segundo escalão faleceu e, logo depois, as duas histórias foram desmentidas pelos próprios personagens?

Este editorial não quer dizer que as editorias citadas são menos ou mais importantes e nem que elas não devem cumprir o compromisso com a verdade, até porque a página cinco do Jornal A Semana fala de esporte e a nove destaca a cultura do município. São dois temas que merecem os seus espaços e, inclusive, teriam a necessidade de serem levados mais a sério nos grandes veículos de comunicação do Brasil. O ponto é que, infelizmente, eles acabam perdendo espaço para questões como política, economia e meio ambiente.

Entretanto, na última semana foi possível ver que nem áreas como essa estão passando despercebidas. Obviamente que o tema é a suposta montagem feita pela Coordenadoria de Comunicação Social (CCS) da Prefeitura de Alvorada que mostra o prefeito Appolo e seu vice Valter vistoriando o desassoreamento do Arroio Feijó. São vários os internautas apresentando argumentos afirmando a montagem e fazendo memes e piadas sobre o fatídico episódio, que se torna a primeira crise de imagem da atual gestão.

O problema é que essa crise poderia ter sido evitada se a “comunicação social” tivesse feito o que se pede de um departamento de comunicação: comunicar a verdade. Sem mais. Sem invenções. Apenas a verdade nua e crua. Infelizmente se vive uma época em que é necessário pedir para a imprensa ser verdadeira, senão corre-se o risco de cair em piadas como essa. O compromisso da verdade tem que vir de todos, pois assessor de imprensa também é jornalista – ou pelo menos deveria. Que o compromisso com a verdade que o Jornal A Semana tanto reivindica como premissa para um bom jornalismo também seja feita dos dois lados, para que a profissão do jornalista seja valorizada e reconhecida, independente da área em que está presente.

COMENTÁRIOS ()