Sexta-Feira, 04 de Dezembro de 2020 |

Editorial

As boas atitudes precisam ser valorizadas

Por Redação em 21 de Agosto de 2020


Infelizmente não é comum que este espaço seja utilizado para comunicar, expor ou ainda nos posicionarmos sobre algo positivo. Afinal, as matérias e reportagens abordadas por este semanário são o retrato de uma cidade que possui altos índices de violência e muitas outras necessidades que, como meio de comunicação, deve ser abordadas.

Tapar o sol com a peneira como dizem por aí não é o que nos move ou nos faz ser jornalistas, mas mostrar com imparcialidade os problemas e agruras que os alvoradenses vivem, sim. E não para depreciar a cidade que vivemos e moramos, mas sim apontar às autoridades algo para que seja imediatamente corrigido.

Mas, nesta edição, a capa do Jornal A Semana tem como chamada principal duas entidades que estão levando, desde o início da pandemia do corona vírus, alimentação e mantimentos como cobertores e cestas básicas para moradores em situação de rua e pessoas que necessitam de tal benefício.

Trata-se da ONG Marmita Solidária que dentre seus voluntários há moradores de Alvorada que estão engajados na causa e desde o início de abril já distribuíram 18 mil marmitas em Porto Alegre, Cachoeirinha e aqui em nosso município.

Já o outro projeto é o Partilhar formado por 12 amigos que resolveram ajudar de alguma forma o próximo e neste sábado devem distribuir alimentos aos que sofrem neste frio. Ainda mais, neste final de semana que promete temperaturas muito baixas.

Mas sabe o mais legal disso tudo? Estes e outros projetos que já foram alvo de reportagens em outras edições têm o objetivo de seguir em frente e expandir para o restante do ano seu auxílio seja lá qual for.

Sim, porque a fome não é sentida somente no inverno. O prato de comida fica vazio também em dias ensolarados. Famílias têm que dividir o pouco que tem também em dias normais. Moradores em situação de rua têm de achar comida no meio do lixo em datas festivas ou feriados.

Esta continuidade na assistência significa dizer que estas pessoas terão alguém que vai entregar um prato de comida com arroz, feijão, carne, salada e fruta. Significa a continuidade de uma ou mais vidas.

Significa que alguém que, passe necessidade e precise de uma roupa para alguma entrevista de emprego, possa adquirir o vestuário ao invés de comprar sua comida. Significa que esta pessoa vai ter a esperança de poder entrar no mercado de trabalho e sair desta vida.

Isso está muito mais perto que nós imaginamos. A pandemia está mostrando isso. Só em Alvorada, mais de três mil pedidos de seguro-desemprego foram encaminhados pelo SINE e milhares são os que pediram pelo auxílio-emergencial do Governo Federal.

Que tenhamos mais e mais grupos como estes surgindo para que milhares que perecem possam ser acalentados com um prato de comida e um futuro promissor e, obviamente, estaremos aqui para também noticiar o lado bom da nossa Alvorada.

COMENTÁRIOS ()