Sexta-Feira, 24 de Novembro de 2017 |

Editorial

As boas e más águas do verão

Por Redação em 17 de Fevereiro de 2017


Estes últimos meses vividos estão sendo incomparáveis a outros meses dos últimos anos. As várzeas do Rio Gravataí atualmente estão literalmente mostrando o belo verde, sinal das chuvas abundantes e compassadas para este período do ano. Uma tranquilidade a mais para os gestores desta área, imbuídos em prestar o melhor serviço à comunidade.

Ao contrário de anos anteriores, quando o racionamento era contínuo, o excesso de químicos para a correção da água era frequente, pois captada do rio Gravataí tinha pouca qualidade. E um reforço de busca da água da bacia do Rio dos Sinos, que distancia a vários quilômetros, se fez necessária e de grande utilidade para amenizar a falta dela em épocas de estiagem.

E para este final de semana, novamente as previsões são de queda vultuosa de chuvas, o que traz apreensão a comunidade, pois o seu excesso traz grandes desconfortos a população. O desleixo de autoridades do passado que não investiram na qualidade do seu povo, se reflete nos dias de hoje, principalmente também nos dias chuvosos. As partes baixas da cidade sofrem terrivelmente com as ruas alagadas. E consequentemente as águas adentram pátios, residências, áreas de serviços. E de igual forma, as partes altas da cidade sofrem com o desnivelamento das ruas, a erosão.

Se não bastasse tudo isso, a lição de casa não é feita pelos poderes constituídos. Nos períodos de arrumar as ruas, pavimentá-las, o fazer de novas canalizações é deixado para depois. E projetos auspiciosos para melhorar a vida futura de sua população não passam por alguns anos, ou melhor, ficam nas pranchetas. Entra governo e sai governo, a queixa é a mesma: a descontinuidade de compasso de governos deixa a mercê a sua população.

E a necessidade premente de princípios básicos, fundamentais a que a comunidade tem direito, fica para mais tarde. O recolhimento básico do lixo domiciliar é precário há vários meses e ainda assim continuará por tempo indeterminado. Apesar da publicidade oficial dar datas e novas datas, o objetivo prioritário, o atendimento a comunidade, fica sensivelmente prejudicado. E de igual forma na área da saúde e segurança pública, que é basicamente atendida no centro, deixando os moradores dos bairros a descoberto.

Porém grandes e alvissareiras notícias vêm do Paço Municipal, mais especificamente da secretaria de Desenvolvimento Econômico. Certamente a secretaria mais enxuta de todas e com abnegados servidores, trarão um alento aos desempregados com a vinda de novas indústrias. Um distrito abandonado pela última administração agora recebe novamente o vigor do novo secretário com o apoio incondicional do prefeito Appolo.

Esperamos que estas chuvas calentosas do verão se façam presentes no decorrer do ano todo e que sirvam de bênçãos e trabalho a todo este povo que está cansado de carregar sob os seus ombros o triste histórico que teima em nos acompanhar nas últimas décadas.

COMENTÁRIOS ()