Sbado, 03 de Dezembro de 2022 |

Editorial

As promessas cumpridas

Por Redação em 24 de Dezembro de 2021


As atenções finais do ano se reservam ainda a duas datas festivas: o Natal e o Fim de Ano. Datas festivas e marcadas pela celebração da vida. Um do nascimento do Menino Jesus, promessa dos primórdios e cumprida na pequena vila de Belém e celebrada séculos após séculos, chegando até os dias atuais. A outra data festiva é a da virada de ano, um ano que se despede e outro que entraremos com novo vigor na esperança de dias melhores.

Este ano os festejos são marcantes nos finais de semana, não deixando margem para grandes feriadões. Pouco tempo de espaço para comemoração e que está apertado no peito de todos nós, pois o medo e o terror da pandemia nos circundaram todos os dias do ano. E apesar da progressiva melhora de todos os índices, a mídia continua a nos atormentar diuturnamente, massacrando os mais vulneráveis e levando grande desconforto aos lares.

E o refúgio é o nosso lar. Ali juntos acalentamos tristezas, alegrias, sorrisos e buscamos forças para mais um dia, uma semana, um ano de novas conquistas.

Natal é o cumprimento da promessa. Um objetivo alcançado além de outros inúmeros a serem alcançados aqui na terra, culminando com a morte de cruz, ressurreição e subida gloriosa aos céus. E o buscar deste nascimento, deste aniversário em nossas vidas, ainda mais na casa dele, a igreja, coroa o real significado desta data.

Que este natal seja realmente festejado em família, mas não esquecendo do principal aniversariante do dia. Os presentes, sorrisos, alegria fazem parte da festa e não estaríamos reunidos se esta data não existisse em nossos calendários e corações. Se a mais de dois milênios houve o primeiro natal, o celebremos hoje na certeza do nascimento do Menino Jesus, o nosso Salvador.
Um feliz e abençoado Natal a todos.

COMENTÁRIOS ()