Terça-Feira, 25 de Julho de 2017 |

Editorial

Balanço do ano

Por Redação em 03 de Janeiro de 2014


Nesta edição apresentamos a Retrospectiva 2013 do Jornal A SEMANA. Iniciamos com os seis primeiros meses do ano, mostrando as principais notícias mês a mês, semana a semana...
E é neste momento que percebemos que foram muitos os fatos que marcaram o ano que passou. Muitasforam as boas notícias, as expectativas, as dificuldades e sonhos retratados neste veículo de comunicação. A cidade passou por mudanças, algumas positivas, outras nem tanto, e há ainda as que seguem acontecendo em 2014.
No quesito segurança, Alvorada conquistou a 2ª Cia da Brigada Militar, instalada no Porto Verde e naquela oportunidade houve a divulgação, por parte do próprio governador Tarso Genro, da chegada de um novo caminhão para o Corpo de Bombeiros ainda em 2013. Contudo o ano acabou e nada aconteceu. Promessa de um usado em melhores condições para o decorrer de 2014 ...
Também na área da educação foram algumas boas novas, com a volta às aulas em tranquilidade ou a reabertura do espaço do Galpão da Americana para os cursos de formação profissional. Trabalho esse já iniciado em outras gestões e que agora recebe continuidade e atenção.
Contudo, durante todo o ano muitas foram as edições com capa dedicadas ao problema da limpeza urbana. Inclusive mostrando a iniciativa de moradores e comerciantes para a conservação de áreas que deveriam ter a atenção da Administração Municipal. Os motivos foram principalmente a de falta de equipes de trabalho, principalmente pela inexistência de empresa contratada para a realização do serviço. Problema que parece sanado agora no final de ano, com a chegada de uma empresa que já deu novos ares à cidade.
O mesmo pareceu que aconteceria com a manutenção das ruas, que durante o ano se deterioraram ao ponto de estarem intrafegáveis em muitos pontos. No último trimestre do ano começou a Operação Tapa Buracos, mas o objetivo não foi cumprido, ao menos não para o contentamento dos motoristas, que seguem enfrentando problemas e caindo em buracos, fato muitas vezes minimizados pelas autoridades. E que novamente necessitam os reparos.
Enfim, o balanço que fazemos, assim com em todas as áreas de nossas vidas, é cheio de altos e baixos e deve servir para valorizar o que tem de positivo e levar as más experiências a servirem de lição para o crescimento pessoal e de toda a comunidade.

COMENTÁRIOS ()