Quinta-Feira, 25 de Maio de 2017 |

Editorial

Bons ares que retornam

Por Redação em 19 de Maio de 2017


Com suados recursos e após vários anos de indagações, a verbas para a futura construção do Ginásio Municipal foi matéria repleta de sucesso na capa da primeira edição do Jornal A Semana que circulou em 20 de junho de 1989, há 28 anos. Sob a batuta do então prefeito municipal Pedro Antonio, a manchete dava ênfase, entre outros assuntos, do valor de NCz$ 300 milhões para a construção, verba esta liberada pelo Ministério da Educação e Cultura. A princípio, o mesmo seria construído na Parada 48, mas devido a novos estudos, o local foi mudado e construído na Parada 52, onde atualmente está situado.

Motivo de orgulho dos alvoradenses, foi palco de Feiras de Indústria e Comércio, bailes municipais, desfiles, formaturas, jogos amistosos e apresentações de diversas iniciativas. Porém, pelo alto valor a ser investido para a sua manutenção, aos poucos foi deixado à berlinda, ficando meses sem parte da cobertura, vidros quebrados, abandonado. Em outras palavras, a gestão de administração do bem público esteve ausente.

Bastou uma simples mudança de governo e iniciativa forte da nova administração e em poucos meses a realidade é totalmente outra. Vidros recolocados, telhado arrumado, jogos amistosos ocorrendo, pintura nova dentro e fora, além do reforço significativo no piso, com as devidas sinalizações e no centro a pintura do brasão municipal.

O trabalho incansável do secretário Alcides Bolico não seria reconhecido se não tivesse a compreensão do prefeito Appolo e a grande força dada pelos auxiliares da secretaria que não mediram esforços para dar uma nova visão a este grandioso espaço. De igual forma, os grafiteiros que foram chamados e prontamente aceitaram o desafio de auxiliar nesta nobre tarefa, deixando também a sua marca e que será levada a outros rincões. Outra parceria fundamental foi a iniciativa privada que doou material ou auxiliou com preços acessíveis para que o objetivo final fosse alcançado e a comunidade saísse privilegiada.

E que este belo exemplo, desde a busca dos recursos até a sua valorização atual, fique na lembrança. E não deixemos desvalorizar o patrimônio que é público, mas acima de tudo é de toda a comunidade e que agora, o Ginásio Municipal, poderá voltar a desfrutar na sua totalidade. E que inspire também outras secretarias para o bem da nossa Alvorada.

COMENTÁRIOS ()