Quinta-Feira, 22 de Junho de 2017 |

Editorial

Cadê a festa?

Por Redação em 02 de Setembro de 2015


A mãe de uma amiga completou 50 anos e comemorou ao lado dos amigos e da família. Completar meio século é algo importante na vida de alguém e por isso merece as devidas comemorações.
Se esta data é importante na vida de uma pessoa imagine para cerca de 200 mil. Pois é, este mês, mais precisamente no dia 17 de setembro, todos os alvoradenses estão de aniversário, pois Alvorada completará 50 anos de história.
A mãe dessa amiga organizou sua festa durante um ano inteiro. Alugou um salão, contratou buffet e comprou bebidas. Assinou contrato com um bom DJ, para garantir a animação dos convidados. Organizar uma festa não é fácil. É necessário tomar diversos orçamentos, para conseguir economizar onde der.
Vocês devem estar se perguntando qual vai ser a festa de comemoração do cinquentenário de Alvorada, certo? Afinal, todo mundo precisa se programar, escolher uma roupa bonita e não marcar mais nenhum compromisso para este dia. No entanto, até o dia de hoje, não temos nenhuma festa marcada. Somente a data: 17 de setembro.
A Administração Municipal teve muito tempo para organizar esta festa, muito mais do que um ano. Inclusive se falava na época eleitoral, lembrando da futura data que hoje está batendo a porta. Na realidade, Alvorada e os alvoradenses mereciam um mês inteiro de comemorações, pois todo mundo sabe que morar neste município é uma luta diária. Lutamos contra enchentes, vendavais, contra o preconceito e contra a criminalidade.
Falta de organização? Prioridades? Falta de dinheiro público? Não sabemos e nunca vamos saber.
Ficamos imaginando o quão bonito seria lotar a Praça Central em um final de semana, onde a programação seria extensa e para todos os gostos. Teria teatro, dança, música e oficinas. Teria barraquinhas de comida e bebida. Poderia até ter discurso de políticos se promovendo, mas teria festa, que é o que mais importa.
Motivos para comemorar todos nós temos, apesar das dificuldades do município. É notável o seu crescimento nestes 50 anos. Hoje, é possível fazer tudo (ou quase tudo) em Alvorada, sem precisar ir até a capital. Temos um bom comércio, bancos e logo teremos um shopping. Mas comemorar sem festa fica difícil.
Se fosse ocorrer alguma comemoração ela já deveria ter sido anunciada, pois o mês de setembro já iniciou. E se programar uma festa para uma pessoa leva no mínimo um ano de preparação, imagina para uma cidade. Continuaremos no aguardo e na esperança sobre como vamos comemorar estes 50 anos.

COMENTÁRIOS ()