Sexta-Feira, 07 de Agosto de 2020 |

Editorial

Chegamos ao natal

Por Redação em 21 de Dezembro de 2018


Estamos na reta final do ano. Mais precisamente às vésperas do natal de 2018. Em momentos como esse surgem espíritos revigorantes na população, visando não apenas o bem estar de suas famílias, mas também de pessoas que precisam muito da ajuda de todos. Infelizmente não existem uns quatro natais por ano, porém mesmo uma vez, ele é importante.

No natal, assim como no ano novo, reunimos a família para celebrar e, no nosso intimo, refletimos sobre o que fizemos de bom durante o ano – principalmente quando se vê tantas ações bonitas sendo realizadas nesta época. E no Natal, o nascimento de Cristo deve ser o centro dos festejos. E com certeza, a reta final de 2018 será de reflexões positivas e negativas sobre o que passou.

Isso acontece com a gente e também vai acontecer com a atual administração, tanto no Executivo como Legislativo. Ambos chegam à metade de seus mandatos. Dois anos se passaram e, neste tempo, foi possível avaliar ações do passado, mudar o rumo do barco, acertar e errar no agora e projetar um futuro diferente para a nossa cidade.

Um ano que se encerra com a inauguração da Câmara de Vereadores, obra que demorou memoráveis 14 anos para ficar pronta. Três escolas entregues para a comunidade, mostrando que o poder público acredita que as crianças são o futuro do município, estado e país e que, investindo neles, está se investindo em toda Alvorada.

É em cima destas crianças que as festas natalinas giram. Elas são o centro das atenções pelo lado lúdico e porque é nessa fase da vida que conseguimos mudar seu futuro e transformar todos que vem após essa geração. As crianças conservam a inocência e, tanto as pessoas que fazem o bem como os poderes constituídos precisam seguir olhando por elas.

Além disso, esse também foi um ano de eleições polvorosas, que geraram debates tensos e brigas familiares. O radicalismo fez mal para os dois lados e quem mais perde é a gente. Sorte que o natal está chegando e o ano novo também. Será nesse momento que as famílias vão se reunir e, mesmo sem assumir, estarão brindando juntos e esquecendo tudo o que aconteceu.

Natal e ano novo são tempos de renovação. Isso de forma pessoal, profissional, privada, pública e política. Tudo se renova e algo que este jornal pretende renovar também é a confiança dos leitores no trabalho que é realizado. O compromisso com a verdade permanece como lema deste periódico, que deseja um feliz natal a todos os assinantes e leitores d’A Semana.

COMENTÁRIOS ()