Quinta-Feira, 23 de Maro de 2023 |

Editorial

Chegando aos poucos a nova virada

Por Redação em 08 de Dezembro de 2022


O mês derradeiro do ano de 2022 já está nas últimas páginas do calendário. E os primeiros dias já fazem parte do passado, restando poucos dias para os festejos do nascimento do Menino Jesus, o seu aniversário. E mais alguns dias o apagar das velas do ano que ainda se faz presente no nosso dia a dia.

Um ano repleto de eventos, alegrias, choros, vitórias, ... E assim será até os últimos dias deste ano tão grande em emoções e que deixará saudades. Sim, foi um ano de retomada após grande período de pandemia, guerras, incertezas no mundo político e também no nosso amado Brasil. São dias que estão pela frente e que nos trazem a certeza de que melhores dias teremos no ano vindouro.

Inúmeras contas ainda abertas para serem quitadas antes do apagar das luzes, e tantas outras à espera de receber. O crédito e o débito se fecharem no zero é a conta, porém todos queremos fechar com contas em dia e gozar dias melhores no novo ano. Salutar a vinda com as contas em dia e a consciência do dever cumprido.

E como de costume, os derradeiros dias do último mês do ano é corrido. Faltam horas no relógio e dias no calendário. Necessitamos de mais espaço pois o que temos é pouco e muita coisa a fazer. O expediente e o pós expediente que o digam, além do tempo de ligar a TV por alguns instantes e ver a seleção em campo. Mas também não é a totalidade da população, pois os problemas urgem e as soluções não estão em frente a uma simples televisão.

Com Copa Mundial ou sem, o nosso dia a dia após os jogos voltarão ao normal. Os boletos, o amanhecer, o anoitecer, nada sairá do lugar, exceto de olharmos para frente e continuar a lutar e buscar o equilíbrio que tanto queremos para nós, nossos familiares e amigos.

Que estes dias derradeiros do ano não nos deixam perder o que conquistamos no andar do ano que está terminando. Pois olhar para a frente nos faz traçar novos objetivos claros e que certamente alcançaremos a partir também do próximo mês. Que saibamos, a luz do tempo, valorizar o dia de hoje pois o amanhã ao bondoso Deus pertence.

COMENTÁRIOS ()