Segunda-Feira, 19 de Outubro de 2020 |

Editorial

Começa a corrida eleitoral

Por Redação em 10 de Maio de 2019


Um passo inicial importante foi dado na última semana. Inúmeras peças no xadrez político estão sendo postas à mesa e muitos guardanapos estão sendo usados para rascunhos e certamente essas rasuras serão utilizadas no momento oportuno.

De igual forma a frente de microfones são inúmeras as pré-candidaturas que se apresentam e que ainda irão se apresentar. As mídias digitais não ficam de fora e quanto maior os comentários, maior é a força da candidatura que pode chegar à frente da corrida.

A janela para troca partidária a nível municipal somente ocorre no ano eleitoral. Portanto, grande é a sondagem de alterações dos vereadores para outros partidos e conforme vai, vão acontecer as conivências momentâneas e particulares. E, quem votou acreditando no candidato que honraria o seu voto até o último dia de governo, pode se ver enganado meses antes do pleito.

O efeito “boi de piranha” já está lançado. Isto ocorreu no passado a nível nacional, estadual e municipal e até aos segundos derradeiros do calendário eleitoral será uma incógnita. Foi no passado e nota-se claramente nos dias de hoje. Porém só com o chegar das datas finais é que as peças serão definitivamente colocadas à mesa.

Estamos ainda longe do próximo ano eleitoral. Porém os meses correm e o tempo já está sendo computado. Entre os parâmetros que tem grande peso é o que acontece a nível federal. Partido novo no governo, alta renovação no Senado Federal e Câmara Federal. E é claro em nível de Estado a renovação foi grande e deverá servir também de parâmetros para o pleito municipal.

Novos nomes conhecidos estão sendo postos à mesa e outros desconhecidos se farão presentes quando da aproximação das datas finais. A expectativa é grande de que a renovação seja feita. Que os novos candidatos apresentem frescor e busquem ações inovadoras, fugindo do senso comum que os edis que já passaram pelo poder público fizeram ao longo dos anos.

A nós meros eleitores o poder emana, conforme dita a Constituição, a grande responsabilidade desde agora é estarmos alertas nos representantes que elegemos para que não tenhamos que amargar algo no futuro.

Que Alvorada tenha dias melhores e um futuro mais digno na política e na sua sociedade. Todos têm a ganhar com isso – assim como todos podem colocar tudo a perder dependendo do futuro que está por vir.

COMENTÁRIOS ()