Quarta-Feira, 26 de Julho de 2017 |

Editorial

Direito a segurança

Por Redação em 17 de Março de 2017


Na segurança, saúde e educação não se poupa esforços. É o que diz um o adágio popular e que percorre gerações. E de tão suma importância, atinge a todas as esferas, tanto federal, estadual e municipal e adentra os nossos lares, pois se um destes itens nos faz falta, por duras batalhas passaremos. E na ausência de um destes itens, as demais sofrem. Se não houver segurança, a nossa saúde é abalada e também na educação os reflexos são sentidos.

Por parte dos gestores públicos a observância destas premissas básicas é de fundamental importância. E eles ocupam estes cargos por terem o respaldo da população e a quem devem obrigações. A busca incessante para bem atender o seu povo é obrigação ímpar. O bem atender faz o seu povo feliz, alegre, trabalhador e todos em busca de novos e valorosos objetivos.

O nosso Brasil vive de norte a sul com a grande instabilidade na segurança. Contamos atualmente na cidade vizinha, a capital dos gaúchos do reforço da Força Nacional de Segurança com duas centenas de militares com trabalho efetivo para minimizar os efeitos da insegurança. Não obtendo resultados satisfatórios, a busca foi por militares do interior do estado, desguarnecendo desta forma aquelas comunidades em detrimento da capital.

E nós como vizinhos próximos de Porto Alegre, desguarnecidos da segurança e sofrendo os fortes impactos dela, estamos a mercê, pois existe uma grande fuga dos marginais para outras cidades desguarnecidas e aqui encontram um certo alento. E isso se comprova com os quadros estatísticos, pois os índices de roubos, latrocínios, homicídios subiram assustadoramente.

A vinda da Força Nacional de Segurança já deveria ser uma realidade em nosso meio. De igual forma o reforço policial como ocorre na Capital. Cabe aos nossos gestores saírem da sua zona de conforto e adentrar aos Palácios do Planalto e Piratini em busca do reforço.

O povo clama por segurança, um dos itens fundamentais do bem viver. Uma segurança que deve ser vista em todos os recantos da cidade, desde o amanhecer até a madrugada. Alunos na busca da sua qualificação educacional sentem todos os dias o reflexo da falta de segurança. E de igual forma a saúde da população está sendo seriamente abalada.

Para a comunidade alvoradense, estamos ávidos de anunciar a vinda da Força Nacional e reforços na área da Brigada Militar e Polícia Civil. Grandes são as realizações dos que aqui nos representam na área da segurança, porém os tempos exigem novas atitudes, novos reforços. Que os nossos gestores vão em busca destes reforços, pois a comunidade está fazendo a sua parte e aguarda das autoridades constituídas a efetivação do que lhes é de direito.

COMENTÁRIOS ()