Sábado, 27 de Maio de 2017 |

Editorial

É só a Frederico Dihl que está abandonada?

Por Redação em 05 de Fevereiro de 2016


Falta investimento em todas as áreas da cidade há muitos anos. E isso se percebe com tantos problemas que aparecem diariamente em nosso município aos montes. Não por acaso durante essa semana numa entrevista que era para ser normal, falando com um cidadão lotado na Prefeitura Municipal e que circulava pela Frederico Dihl, ela falou que a cidade está “abandonada” como nunca se viu.

Essa entrevista seria normal se esse cidadão não trabalhasse na Prefeitura e quando perguntado se teve algum problema com o carro numa das principais avenidas de Alvorada, logo falou que sim, teve que gastar para arrumar o automóvel por conta da grande quantidade de buracos existentes ao longo das vias.

Com esse fato podemos notar que até mesmo os parceiros da atual Administração e os que fazem a “máquina girar” está virando de costas para a atual “gestão”. E isso ocorre também com os partidos.

O primeiro partido a abandonar o barco foi o PTB na semana passada, quando comunicou da saída de todos secretários que estavam ocupando três pastas importantes. E com a chegada das eleições do próximo semestre, mais e mais partidos estarão dando um “Até breve”. O até breve acontece porque mais ali adiante todos estarão unidos em nome de um ideal, o deles, pois como escrevemos na última semana, “é tudo farinha do mesmo saco”.

Mas vamos continuar falando sobre a avenida que é utilizada como uma das principais via da cidade e que apresenta não só problemas aos motoristas com inúmeros buracos, mas também aqueles que esperam pelos coletivos, com paradas de ônibus estragadas e que não recebem a devida atenção há algum tempo. Isto sem falar da falta da sinalização horizontal que divide as pistas. Máquina para a efetivação do serviço foi apresentado em grande regozijo na praça central, porém a demora de chegar aos bairros é de meses. Ou talvez nem saia do parque rodoviário.

Há também a falta de fiscalização e recolhimento do lixo, pois muitos locais são utilizados como descarte irregular dos dejetos. Assim, um dos primeiros locais que um visitante ao chegar ou sair do município se depara, está literalmente abandonado. Exceto as quadras próximas ao paço municipal.
Passaram-se novamente anos e as promessas ficaram somente no vazio do discurso. O alinhamento decadente das péssimas administrações revelam a face obscura dos governos que governam aos seus partidos esquecendo-se do povo que os fez representar. Porém estamos em novo ano eleitoral e esperamos que não caiamos novamente nas mesmas promessas.

COMENTÁRIOS ()